O Salão de Genebra, que acontece a partir do dia 3 de março, será palco de apresentação para um novo superesportivo chinês. A Techrules, com sede em Pequim, vai revelar no evento um bólido elétrico, com conjunto capaz de entregar nada mais, nada menos que 1.044 cavalos de potência e autonomia de impressionantes 2.000 quilômetros.

O superesportivo, ainda conceitual, será batizado de TREV, sigla para Turbine-Recharging Electric Vehicle. A tecnologia não é tão nova assim, porém ainda não saiu do campo dos conceitos. Em 2009, por exemplo, a Capstone apresentou o CMT-380, que contava com uma pequena turbina de 30kW para ajudar a recarregar as baterias. A Jaguar, por sua vez, apresentou um ano depois o C-X75, que também contava com a mesma solução para aumentar a autonomia de seu protótipo elétrico. 

A vantagem das turbinas reside na sua altíssima rotação, na casa de 80.000 rpm, o que permite carregar com rapidez as baterias dos veículos elétricos. No caso do Jaguar, essas turbinas utilizavam gás para funcionar e tem um tamanho bem compacto. 

 

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade |