Parece que de picape, em especial quando o tamanho não é muito exagerado, a Fiat entende os gostos e desejos do público brasileiro como poucas marcas são capazes. O acerto na receita da montadora italiana é tamanho que ela conseguiu o feito de colocar dois de seus modelos, no caso a Toro e a Strada, na lista dos 10 carros mais vendidos do Brasil.

O sucesso da Strada, tema de nossa avaliação aqui, é notável. Desde 2008, quando começa o ranking de vendas completo do AUTOO, a picape se mantém de forma tranquila como a líder em vendas na categoria e pelo visto nenhuma concorrente chegou perto de tirar o sono dessa boa vida do modelo. 

Fato é que o grande leque de versões é algo que tem colaborado muito para o sucesso da Strada, bem como a peculiaridade de ser a única picape compacta a oferecer suspensão traseira por eixo rígido, um tipo de configuração vista com bons olhos pelos consumidores desse tipo de carro (em especial para uso comercial) e tida como uma certeza de maior robustez para o transporte de carga.

De qualquer maneira, a Strada está muito bem posicionada tanto nas configurações de entrada – destinada geralmente à empresas ou particulares que precisam de um carro versátil para o trabalho – quanto nos andares mais altos, onde prevalecem as versões destinadas ao lazer e em sua maioria com apelo “aventureiro”.

Hoje as versões Adventure respondem por boa parte do mix de vendas da Strada e por isso foi a escolhida pelo AUTOO para nossa avaliação. Com cabine dupla e câmbio manual, ela está nas lojas por R$ 75.710. Colocar o “kit Extreme”, como a unidade testada por nós, eleva o preço da Fiat Strada Adventure cabine dupla para R$ 79.241. Se você quiser, ainda é possível ir além e acrescentar o “locker”, sistema de bloqueio do diferencial dianteiro, que sozinho custa R$ 2.454. Com ele adicionado ao modelo, você precisa desembolsar R$ 81.695 para levar para casa uma Strada Adventure cabine dupla completa. Vale lembrar que para quem não gosta do pedal de embreagem existe a opção da Strada Adventure cabine dupla com o câmbio robotizado Dualogic, que é tabelada em R$ 80.340 sem opcionais.

É caro? É muito caro, mas o atual patamar de preços cobrados nas versões topo de linha das picapes parece não intimidar os clientes, que de certa forma compram muito mais a imagem de jovialidade e espírito aventureiro que esses modelos exalam do que necessariamente uma boa caçamba com amplo espaço para cargas. A Volkswagen Saveiro Cross cabine dupla (que considero uma opção melhor em relação à Strada Adventure) parte de R$ 73.790 e tem a vantagem de sair de fábrica com os controles de tração e estabilidade, dois recursos importantíssimos de segurança que não estão presentes na Strada Adventure.

Voltando para “nossa” Strada Adventure avaliada aqui, com cabine dupla e o Kit Extreme por R$ 79.241, chega um ponto que você começa a se questionar se não vale a pena partir de uma vez para uma Fiat Toro de entrada, que custa R$ 85.860 com o mesmo motor 1.8 16V da Strada, porém com o conforto do câmbio automático de 6 marchas. Ou, quem sabe até, uma Renault Duster Oroch de R$ 70.690 na versão Expression manual com o novo motor SCe 1.6 16V ou R$ 74.490 com o mesmo motor na intermediária Dynamique. Fica a dica...

 
 
Fiat Strada 2016
 
Fiat Strada 2016
Fiat Strada 2016
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
Motor 1.8 16V presente nos modelos da linha Adventure da Fiat
 
Motor 1.8 16V presente nos modelos da linha Adventure da Fiat
Motor 1.8 16V presente nos modelos da linha Adventure da Fiat
 
 

Apesar do bom motor 1.8 16V, é duro entrar na Strada Adventure em 2017 e ter que justificar pagar quase R$ 80.000 no modelo. Apesar de soluções sem dúvida inovadoras para o segmento, como a própria cabine dupla, uma jogada de sucesso e habilidade em estar atento aos pedidos dos consumidores, a Strada nos mostra uma cabine já datada, que não encanta mais os olhos como há alguns anos. A própria central multimídia presente na versão Extreme, apesar de muito completa e oferecer navegador e câmera de ré, não nos agradou pelo uso nada prático e a navegação difícil entre as pastas de música quando você carrega seu pen drive no equipamento.

Em termos dinâmicos, muita coisa na Strada Adventure colabora para retirar boa parte de sua eficiência, como os pneus de uso misto e o maior peso dos “apliques” na carroceria para construir o visual mais robusto. Isso sem falar na aerodinâmica por si só já não muito ideal das picapes. A Fiat não declara os dados oficiais de consumo do modelo, que sequer figura no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, mas durante nossa avaliação ficamos com algo em torno de 5,5 km/l na cidade e cerca de 9 km/l na estrada utilizando etanol.

Se é bom para transportar muito peso na caçamba, o eixo rígido na suspensão traseira tira parte do brilho da Strada na hora de dirigir e sacrifica parte do conforto, em especial quando sua caçamba roda vazia (algo mais comum nessa versão). Nesse ponto a Saveiro Cross entrega uma dirigibilidade e conforto bem mais apurados.

Também não considere colocar quatro adultos para uma viagem muito longa a bordo da Strada Adventure. O prolongamento da cabine pode até levar duas crianças bem acomodadas e o acesso pelo lado direito graças a uma terceira porta instalada por ali também não é ruim, mas trata-se apenas de uma adaptação sobre um modelo que nasceu mesmo para levar duas pessoas em seu interior. Se você tem família e não quer abrir mão de uma picape, aí definitivamente parta para a Fiat Toro, Renault Duster Oroch ou suba de patamar e mire com carinho as picapes médias.

Amparada na reputação que conquistou ao longo dos anos – por um mérito inegável de entregar o que o público espera – a Fiat Strada está para as picapes compactas assim como o Toyota Corolla está para os sedãs médios: ambos tornaram-se os modelos a serem alcançados em suas categorias. E, se o Corolla não é a opção mais moderna ou interessante hoje no segmento, o mesmo ocorre com a Strada, que já mostra-se defasada mesmo frente a rivais diretos como é o caso da Saveiro. 

Isso não abala de maneira nenhuma as vendas da Fiat Strada, mesmo em suas caras versões topo de linha, mas quando a gente passa um bom tempo atrás de seu voltante, fica claro que um conjunto mais moderno impulsionaria ainda mais suas vendas. 

Ficha técnica

Fiat Strada 2017 Adventure Cabine Dupla 1.8 16V flex manual 3p
Preço R$ 75.510 (08/2017)
Categoria Picape compacta
Vendas em 2017 32.663 unidades
Motor 4 cilindros, 1747 cm³
Potência 130 cv a 5250 rpm (gasolina)
Torque 18,4 kgfm a 4500 rpm
Dimensões Comprimento 4,471 m, largura 1,74 m, altura 1,631 m, entreeixos 2,753 m
Peso em ordem de marcha 1253 kg
Tanque de combustível 58 litros
Caçamba 680 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |