O ano passado certamente será lembrado pela enxurrada de recalls na Toyota – o Corolla brasileiro inclusive teve suas vendas suspensas no Estado de Minas Gerais. Mas 2010 também será comemorado pela Toyota, que pela 3ª vez foi a montadora número 1 do mundo.

Somando as vendas da Lexus, Daihatsu e Hino (que pertencem à Toyota) a empresa vendeu 8,42 milhões de unidades mundialmente, que significam uma alta de 8% em relação a 2009. A marca japonesa foi líder mundial de vendas graças, principalmente, ao seu desempenho na Ásia, com forte alta na China, onde cresceu 19%. O resultado se contrapõe aos emplacamentos nos EUA, onde a Toyota caiu 0,4%, vendendo no mercado norte-americano 1,76 milhões de unidades em 2010. “Com recalls, falta de novos modelos e o Camry no final do seu ciclo, o resultado não é surpreendente”, afirma o analista econômico Satoru Takada.

Segunda colocada, a GM cresceu 12%, chegando a 8,39 milhões de unidades; enquanto a Volkswagen ocupa a terceira posição, com alta de 14% e 7,14 milhões de veículos comercializados. Em 2011, a Toyota espera vender 8,6 milhões de unidades. No Brasil, a Toyota bateu recorde de vendas em 2010.

Rodrigo Mora

|