A Kia vive o auge do seu design. E está segura disso, como deixam claro as palavras de Gregory Guillaume, chefe de estilo da marca na Europa: “um conceito como o POP só poderia vir de nós”. Ainda de acordo com Guillaume, vários designers de outras montadoras vem até ele para dizer que jamais seria permitido que ousassem dessa maneira.

De fato, o POP inova. Segundo a marca, os assentos foram feitos para serem “não-automotivos”, parecidos com um móvel de casa. Com apenas três bancos, o de trás é instalado de lado, dando ao passageiro a janela lateral oposto como vista. Ainda no interior, Guillaume explica que o roxo foi escolhido como única cor, para criar um ambiente calmo e limpo, inspirado numa cápsula.

Medindo 3 metros de comprimento, 1,74 m de largura, 1,49 m de altura e com entreeixos de 2,05 m, o POP é movido por um motor elétrico, abastecido por baterias de polímero, que produz 68 cv e lhe garante 160 km de autonomia e velocidade máxima de 140 km/h.

Optima

Outro modelo que chamou a atenção dos franceses foi o Optima, que faz sua estreia no mercado europeu. O sedã também estará no Salão do Automóvel de São Paulo, entre final de outubro e começo de novembro.

Rodrigo Mora

|