Quem acha que a FCA (holding que reúne Fiat e Chrysler) está satisfeita com o sucesso do Renegade e com a chegada iminente da inédita picape Toro se engana. A montadora quer mais e já havia deixado isso notório numa apresentação de futuros lançamentos realizada em Detroit tempos atrás.

O motivo de tamanho otimismo projeto 551, um filhote desses dois produtos citados acima. Trata-se do sucessor do apagado Compass e que pode manter o nome, um Jeep para sete lugares de porte médio que utiliza a mesma base do Renegade e da picape Toro.

Por falar na picape, basta ver o modelo para imaginar uma versão fechada, mas o que poderia ser a ‘Traiblazer’ da Toro será mais um Jeep: “O Marchionne explicou isso de maneira categórica. Você acha que um SUV vale mais com o logo da Fiat ou da Jeep? Claro que da Jeep”, explicou uma fonte na montadora recentemente.

 
 
 
 

Produção global

Ou seja, mais uma vez a estrutura recém inaugurada no Brasil servirá de laboratório para um produto global e que já tem a produção confirmada na Índia, diz a imprensa estrangeira.

A chegada desse novo Compass fará a ligação ideal entre o bem sucedido Renegade e o Cherokee Sport, algo que o velho Compass não conseguiu. Sua apresentação oficial ocorrerá no Salão de Nova York em abril, mas a produção nacional só deve ser iniciada no final do ano. Enquanto isso, o SUV deve ser o destaque da marca no Salão do Automóvel em outubro. Nada mal para uma marca que vendia menos de 500 carros no país até recentemente.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |