Assim como aconteceu com a quinta geração, que recebeu uma série de mudanças para se tornar a sexta versão da linha (ambas não vendidas no Brasil), a sétima geração do Volkswagen Golf vai adotar diversas alterações significativas para passar a ser oferecido como o oitavo modelo. A novidade já está praticamente pronta para chegar ao mercado e deve ser lançada no segundo semestre de 2016 ou no início de 2017 apenas na Europa, a princípio. 

Uma das principais alterações do novo Golf será a introdução do novo motor 1.5 litro turbo, que chega para substituir os atuais 1.4 TSI e 1.6 GDI, ou seja, vai racionalizar a gama de propulsores. Segundo o CEO da VW, Herbert Diess, o bloco vai dispor de tecnologia de desativação de cilindros, injeção direta de combustível e um novo turbocompressor. Este novo motor será uma evolução das duas unidades atuais e, apesar dos custos de produção serem maiores, o novo 1.5 deverá ser mais leve e potente. 

Além do Golf, o novo motor 1.5 turbo vai equipar outros modelos da Volkswagen e também carros da Audi, Seat e Skoda.

Nas demais mudanças, o novo Volkswagen Golf VIII vai receber um novo visual, com direito a faróis com tecnologia laser e linhas mais modernas, além de um interior mais tecnológico, com destaque para o painel de instrumentos digital e configurável e sistema de entretenimento com controle por gestos e suporte ao Apple CarPlay, Android Auto e MirrorLink.

Outra novidade é a plataforma, uma versão atualizada da atual modular MQB, que também será usada nos reestilizados Skoda Octavia e Seat Leon.  

Já para o Brasil, ainda neste semestre está prevista a estreia do Golf nacional, ainda baseado na sétima geração. Dentre as novidades, o hatch médio passará a contar com o mesmo motor 1.4 TSI flex já presente no Audi A3 Sedan

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade |