Mais próximo do Golf, porém, com estilo próprio também. Assim podemos definir a nova geração do Polo, hatch compacto premium que estava no mercado mundial desde 2001 com a mesma plataforma – uma reestilização foi feita nesse meio tempo, mas mantendo o projeto original.

Menos importante que o Golf e o Passat na Europa, o Polo é um veículo voltado para o público jovem e solteiro, diferentemente daqui onde encontra clientes numa faixa mais abastada. Como é natural, o modelo está mais sofisticado, contando até com ESP, mais airbags e o consagrado câmbio DSG, de dupla embreagem que nós, brasileiros, só vemos em modelos de luxo aqui.

A motorização também é notável: inclui sete motores, sendo um deles 1.2 TFSI a gasolina com nada menos que 105 cv e consumo de gasolina de apenas 18 km/l. A produção na Alemanha começará neste mês, mas o carro só chegará às lojas em junho.

A Volkswagen deixa uma esperança no ar dizendo que “em breve, o Polo estará rodando por todos os continentes”. Isso confere com as informações de bastidores que dão conta da produção da nova geração no Brasil, o que por si só é uma ótima notícia.

Veja também: o novo Polo Bluemotion Concept faz 30 km/l com diesel

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/