Há pouco mais de um mês, o diretor de esportes a motor da Volkswagen, Hans-Joachim Stuck, afirmou que a categoria máxima do automobilismo não era interessante para a montadora alemã, afirmando que “no momento, a F1 está fora de cogitação. Se as condições mudarem, nós teremos de pensar sobre isso”. Mas o também ex-piloto, que correu na categoria na década de 70, mudou de idéia e confirmou a intenção da VW de fornecer motores para a Fórmula 1 a partir de 2013.

“É claro que estamos de olho na Fórmula 1”, diz agora Stuck. “Só estamos esperando a decisão da FIA a respeito dos novos motores”, avisa ele, se referindo à possibilidade de os atuais propulsores de 2.4 litros V8 serem substituídos por motores 1.5 litro turbo, de quatro cilindros, a partir de 2013. Mas, ao contrário da Mercedes, a Volkswagen não teria sua própria equipe, se restringindo apenas ao fornecimento de motores para as equipes – vale lembrar que Frank Williams já manifestou seu desejo por uma parceria com a montadora alemã.

Rodrigo Mora

|