Ano agitado o de 2010 para a Volkswagen: Jetta, Eos, Passat, Caddy e Phaeton foram reestilizados; a Amarok, primeira picape média da montadora, foi lançada mundialmente e o novo Polo Sedan finalmente surgiu. De quebra, a VW anunciou que investirá US$ 1 bilhão em nova fábrica da China, comprou a Italdesign e confirmou que pretende entrar na Fórmula 1. Nem tudo, no entanto, envolve o Brasil.

Novo Jetta: sua fabricação, no México, acaba de ganhar mais volume para abastecer EUA e Europa. Por aqui, a versão com motor 2.5 de 170 cv continuará a ser oferecida, mas o sedã terá uma configuração mais barata, com motor 2 litros flex, para incomodar os líderes Toyota Corolla e Honda Civic entre os médios. Sua chegada ao Brasil está prevista para o primeiro trimestre do ano que vem.

Amarok cabine simples: além da Trendline, mais barata que a topo Highline, a Amarok será apresentada também numa versão de cabine simples. A vantagem está na caçamba: passou de 1,5 m para 2,2 m de comprimento. Chega no primeiro semestre às lojas daqui.

Passat CC R-Line: não bastasse a já evidente esportividade do cupê de quatro portas, a VW tem para o modelo uma linha de acessórios aerodinâmicos. Sob o capô, será mantido o belo 3.6 litros V6, de 300 cv, acoplado ao câmbio automatizado DSG, de dupla embreagem de seis marchas.

Novo Touareg: com vendas muito tímidas no Brasil, já era hora de Touareg ganhar uma nova geração por aqui. Dividindo a plataforma do Porsche Cayenne, o novo SUV ficou 208 kg mais leve – e para se livrar da culpa de beberrão, terá, na Europa, versão híbrida.

Rodrigo Mora

|