A Ford pretende inovar mais uma vez, desta com um carro que fala com pedestres, placas de transito e semáforos. Mas se ainda quiser rever o que nos filmes eram considerados os carros do futuro, confira no link clicando aqui para relembrar alguns carros que marcaram a história do cinema.

Na CES 2019, em Las Vegas, a Ford anunciou planos para começar a vender carros que apresentam esse tipo de tecnologia em 2022.

A tecnologia, chamada de “veículo-com-tudo pelo celular” (ou C-V2X), usa sinais sem fio para compartilhar dados da estrada, como a localização de um carro ou a cor de um semáforo com outros veículos com o objectivo de tornar as cidades mais seguras. A Ford parece ainda estar a determinar como a tecnologia vai funcionar, mas um motorista pode receber um alerta - ou seu carro pode frear automaticamente - se uma luz vermelha ou um pedestre for detectado. Eventualmente, a Ford prevê o C-V2X como uma ajuda para seus carros autônomos.

Mas os críticos dizem que o custo de instalar a tecnologia será ridiculo para governos sem meios monetários. Corinne Kisner, vice-diretora da Associação Nacional de Funcionários de Transportes de Cidades, chamou a despesa de instalar e manter a tecnologia como uma preocupação importante. Muitos municípios lutam para se manter, por isso exigirá planejamento para instalar a tecnologia, que é demasiadamente cara.

Ela também descreveu que qualquer esforço para exigir que um pedestre carregue um smartphone para garantir a segurança como uma perigosa mudança de paradigma, ou seja, que o fato das pessoas andarem com um dispositivo de transmissão de sinal é um fardo.

A Ford vê as coisas de maneira diferente. Se um pedestre está andando em uma estrada de terra, por exemplo, ele pode ser identificado por um carro com o C-V2X porque ambos contam com a tecnologia. Tradicionalmente, um motorista confiava apenas em seus sentidos para ver o pedestre.

A Ford não é a primeira a utilizar esta tecnologia

A Siemens, o conglomerado alemão de tecnologia, iniciou um teste-piloto do Departamento de Transportes dos EUA no ano passado usando smartphones de pedestres para comunicar a sua localização aos veículos. Mas os funcionários da Siemens consideraram os dados de localização do smartphone tão imprecisos que não foram úteis.

O piloto foi reformulado para se concentrar em equipar 1.000 veículos com sensores e notificar os motoristas de veículos próximos com alertas de áudio, de acordo com Dave Miller, chefe de veículos conectados da Siemens.

Os especialistas, no entanto, também concordam que é pedir muito para que os pedestres e ciclistas utilizem sempre um dispositivo de transmissão de sinal (smartphone).

 

A tecnologia é chamada pela Ford de “veículo com tudo pelo celular”
A tecnologia é chamada pela Ford de “veículo com tudo pelo celular”
Imagem: Divulgação

 

Converse com o seu carro

Agora que todos se acostumaram a falar com a Siri em seu iPhone ou Alexa em sua casa, o próximo passo lógico é habilitar uma interface de voz para carros. Há o Echo Auto da Amazon, que reproduz músicas e responde a consultas de voz, mas oferece apenas recursos de navegação quando conectado a um aplicativo de navegação no seu smartphone. Uma nova colaboração entre a provedora de soluções de carros conectados Telenav e a Amazon Alexa visa alcançar uma integração totalmente integrada de navegação e assistente de voz, trazendo Alexa para o seu carro para ajudá-lo a encontrar o caminho quando você dirige.

O elenav oferece uma solução de navegação pronta para uso que pode ser personalizada para caber em vários tipos de carros, e agora pode ser integrada com o Amazon Alexa para busca por voz. O Alexa Auto SDK permite que os motoristas acessem os sistemas de navegação de forma automática, garantindo que não haverá dispositivos perigosos de navegação durante a condução.

Redação

Redação |