A partir deste mês, nenhum carro novo da Volvo passará de 180 km/h

Com uma ambiciosa meta de que nenhuma pessoa morra em seus carros, marca limita velocidade de seus modelos
Volvo XC40 2019

Volvo XC40 2019 | Imagem: Divulgação

A Volvo sempre foi reconhecida pelos esforços para tornar a condução de seus veículos mais segura. É da sueca a primazia do uso de um cinto de segurança de três pontos pela primeira vez em automóveis, ainda na década de 1950. A marca também é pioneira em sistemas de auxílio à condução, tais quais a frenagem autônoma de emergência.

Esse compromisso é tão forte na marca que a própria Volvo se impôs uma meta que parece impossível: nenhuma pessoa deve morrer a bordo de um veículo da marca a partir de 2021. Não esqueçamos que 2021 já é o próximo ano. Porém, a medida de segurança mais recente da marca pode causar polêmica.

Qualquer carro da Volvo entregue aos clientes a partir de 20 de maio de 2020 terão um limitador eletrônico na central do veículo que impedirá que a velocidade máxima seja superior a 180 km/h. A marca argumenta que, com raras exceções na Alemanha e na Ilha de Man, os limites de velocidades das estradas são bem mais baixos. Segundo estudos da Volvo, acima de uma certa velocidade, a infraestrutura e as tecnologias de segurança não garantem mais a sobrevivência dos passageiros.

"Em função de nossa pesquisa, sabemos onde estão as dificuldades quando se trata de acabar com ferimentos graves e fatalidades em nossos veículos. A limitação de velocidade não resolve todos os problemas, mas vale a pena fazer se pudermos salvar uma vida", disse Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Car. A marca diz ainda que sabe que tal decisão é polêmica, mas acredita que, assim como foi com o cinto de segurança, tal limitação de velocidade imposta será comum e aceita futuramente.

Volvo XC40 2019
Volvo XC40 2019
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!