Quem acompanha o Autoo todos os meses sabe de cor qual é o carro mais vendido do Brasil. Sim, o Onix, da Chevrolet, sobra na liderança, mas apontá-lo como o preferido do público é algo impreciso. A razão? Com tantas versões à venda, o hatch da Chevrolet deve seu sucesso a uma estratégia diferente de outras marcas, no caso a versão Joy.

É ela a líder do mercado nacional, mas sua vantagem em relação ao Ka SE, da Ford, é pequena, como veremos a seguir. Autoo realizou um levantamento exclusivo em que somou os emplacamentos de três meses (novembro e dezembro de 2017 com janeiro de 2018) para mostrar um panorama interessante e inédito das vendas de veículos no Brasil.

A primeira constatação é que não basta custar pouco para vender. Modelos como o Up, da Volkswagen, ou mesmo o Kwid, da Renault, estão entre os mais acessíveis e nem fazem sombra ao Onix e Ka. E não custa lembrar que todos eles são oferecidos em vendas diretas para empresas como as que povoam as ruas com seus veículos de manutenção de telefonia com suas inconfundíveis escadas no teto.

É um cenário curioso. Pegue-se o exemplo da Volkswagen. A marca que já dominou as vendas no país hoje sofre por não conseguir ter um produto de vendas altas e ticket médio elevado. Reparem no gráfico publicado aqui. Os logos da VW estão no canto inferior esquerdo dele, o que é um mau sinal. Significa que seus carros mais vendidos custam pouco e não emplacam tanto assim. O melhor colocado, quem diria, é o Gol Trendline 1.0 que acumulou 9,5 mil unidades vendidas. Nem o Polo conseguiu virar o jogo por enquanto, algo que a Fiat começou a fazer.

Uma das marcas que mais perderam vendas no país, a Fiat se salva por conta de duas picapes. A Toro Freedom flex é a mais vendida do modelo mesmo custando mais de R$ 100 mil. E a veterana Strada ainda acumula uma boa demanda sem perder com isso uma média alta de preço. Duas versões dela constam desse levantamento com os 40 mais vendidos do país.

 

 

As 40 versões de veículos mais vendidas no Brasil
As 40 versões de veículos mais vendidas no Brasil

 

 

Compasso perfeito

O trocadilho é fraco, mas as vendas do Compass, não. O SUV da Jeep é, de longe, o melhor caso de sucesso recente no Brasil. Na linha imaginária mostrada no gráfico ele é um dos poucos a cruzá-la e com duas versões, amboas Longitude, flex e diesel. Isso deve ser entendido da seguinte maneira: a Jeep ganha muito dinheiro com o Compass: ele vende muito e custa mais ainda, gerando uma receita sem igual no mercado.

O levantamento também confirma uma impressão já comumente citada, a de que os SUVs dão muito dinheiro. Basta constatar a quantidade de bolinhas verdes do gráfico, que se referem aos utilitários esportivos, todos elas muito perto da “linha da perfeição” – a exceção é o Creta Attitude CVT, voltado para PCD e que por isso custa na tabela R$ 69.990.

 
 
Ford Ka 2015
 
Ford Ka 2015
Ford Ka 2015
Hyundai HB20 Turbo
 
Hyundai HB20 Turbo
Hyundai HB20 Turbo
Volkswagen Gol 2017
 
Volkswagen Gol 2017
Volkswagen Gol 2017
Chevrolet Onix LT 1.0 2017
 
Chevrolet Onix LT 1.0 2017
Chevrolet Onix LT 1.0 2017
Toyota Corolla 2018
 
Toyota Corolla 2018
Toyota Corolla 2018
Acima o Jeep Compass em sua versão Longitude diesel
 
Acima o Jeep Compass em sua versão Longitude diesel
Acima o Jeep Compass em sua versão Longitude diesel
Fiat Argo 2018
 
Fiat Argo 2018
Fiat Argo 2018
Fiat Mobi 2018
 
Fiat Mobi 2018
Fiat Mobi 2018
Chevrolet Onix 2017
 
Chevrolet Onix 2017
Chevrolet Onix 2017
Fiat Strada 2017
 
Fiat Strada 2017
Fiat Strada 2017
 
 

É dos modelos de entrada que o povo gosta

O fenômeno dos valores invertidos é confirmado por esses dados, mas nas camadas mais altas do mercado. Explicamos: versões mais equipadas fazem mais sucesso que as básicas. Mas isso não é regra como vemos na Toro, cuja versão de entrada responde por 44% das vendas, ou do Argo, em que as versões Drive têm 73% da preferência dos clientes. Já no HR-V, a versão EX domina com quase metade das vendas enquanto no Corolla o XEi representa 46% das vendas.

Na parte debaixo da tabela, no entanto, persiste o custo-benefício como vimos com o Onix Joy. Só ele tem uma participação de 40% nas vendas do modelo, mas o hatch da Chevrolet vende bem em outras versões também, coisa que falta ao rival da Ford e também ao HB20, o 3º colocado da lista.

Depois do Joy, quem mais chama a atenção do público é o Onix LT 1.0 com 21% das vendas e 4ª posição da nossa lista. O terceiro Onix mais vendido já inverte essa lógica: é o Activ automático, o mais caro da linha, com 10% das vendas.

A prova de que o bolso do brasileiro continua curto é que das 10 versões mais vendidas nada menos que sete custam menos de R$ 50 mil. As exceções, é claro, são o Corolla XEi (R$ 104,9 mil) e o Compass Longitude flex (R$ 119 mil). Para a alegria da Toyota e da Jeep.

Posição Marca Modelo Versão Motor Combustível Câmbio Preço Vendas Participação
1 Chevrolet Onix Joy 1.0 flex manual  R$       42.990,00 20794 40%
2 Ford Ka SE 1.0 flex manual  R$       45.990,00 18793 76%
3 Hyundai HB20 Comfort 1.0 flex manual  R$       43.660,00 16912 68%
4 Chevrolet Onix LT 1.0 flex manual  R$       47.590,00 11118 21%
5 Fiat Strada Hard Working Cabine simples 1.4 flex manual  R$       54.690,00 9626 55%
6 Volkswagen Gol Trendline 1.0 flex manual  R$       43.840,00 9509 52%
7 Fiat Mobi Like 1.0 flex manual  R$       42.590,00 8005 55%
8 Toyota Corolla XEi 2.0 flex CVT  R$     104.850,00 7627 46%
9 Fiat Argo Drive 1.0 flex manual  R$       47.790,00 7037 45%
10 Jeep Compass Longitude 2.0 flex automático  R$     118.990,00 6422 45%
11 Honda HR-V EX 1.8 flex CVT  R$       94.600,00 5741 47%
12 Volkswagen Voyage Trendline 1.6 flex manual  R$       54.690,00 5700 60%
13 Chevrolet Prisma Joy 1.0 flex manual  R$       47.490,00 5543 31%
14 Fiat Toro Freedom 1.8 flex automático  R$     102.990,00 5315 44%
15 Volkswagen Gol Trendline 1.6 flex manual  R$       49.350,00 5255 29%
16 Renault Kwid Zen 1.0 flex manual  R$       36.740,00 5179 67%
17 Chevrolet Onix Activ 1.4 flex automático  R$       66.890,00 4964 10%
8 Renault Sandero Authentique 1.0 flex manual  R$       44.050,00 4681 45%
19 Fiat Strada Hard Working Cabine dupla 1.4 flex manual  R$       65.990,00 4646 26%
20 Toyota Corolla Gli 1.8 flex CVT  R$       92.690,00 4488 27%
21 Volkswagen Polo   1.0 flex manual  R$       49.990,00 4332 28%
22 Fiat Argo Drive 1.3 flex manual  R$       54.990,00 4292 28%
23 Volkswagen Saveiro Robust Cabine simples 1.6 flex manual  R$       48.390,00 4020 40%
24 Volkswagen Polo Comfortline 1.0 flex automático  R$       67.150,00 3998 26%
25 Honda Fit LX 1.5 flex CVT  R$       70.100,00 3996 61%
26 Hyundai Creta Prestige 2.0 flex automático  R$     102.580,00 3962 33%
27 Nissan Kicks SV 1.6 flex CVT  R$       87.490,00 3938 36%
28 Nissan Kicks SL 1.6 flex CVT  R$       96.490,00 3900 35%
29 Toyota Etios X 1.3 flex automático  R$       53.440,00 3759 36%
30 Chevrolet Onix LT 1.4 flex manual  R$       52.790,00 3751 7%
31 Volkswagen Polo MSI 1.6 flex manual  R$       56.090,00 3705 24%
32 Chevrolet Onix LTZ 1.4 flex manual  R$       58.390,00 3690 7%
33 Ford Ka+ SE 1.5 flex manual  R$       53.750,00 3634 52%
34 Chevrolet Tracker Premier 1.4 flex automático  R$       98.790,00 3506 63%
35 Chevrolet Prisma LTZ 1.4 flex automático  R$       69.340,00 3421 19%
36 Jeep Compass Longitude 2.0 diesel automático  R$     146.490,00 3421 24%
37 Volkswagen Up Take 1.0 flex manual  R$       38.740,00 3373 46%
38 Hyundai Creta Attitude 1.6 flex automático  R$       69.990,00 3326 27%
39 Volkswagen Voyage Comfortline 1.6 flex manual  R$       56.300,00 2824 30%
40 Hyundai HB20S Comfort 1.0 flex manual  R$       50.990,00 2777 31%
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca