Camaro tem segundo recall em menos de 40 dias

Carro esportivo da Chevrolet agora foi chamado para trocas as chaves; carro pode desligar se o motorista encostar o joelho na ignição

Chevrolet Camaro SS | Imagem: General Motors

Donos de Chevrolet Camaro que foram chamados para um recall no mês passado, para substituir componentes do airbag, terão de voltar às oficinas mais uma vez por conta de mais um defeito encontrado. A GM do Brasil divulgou nesta sexta-feira (18) um novo chamado para o carro esportivo, que desta vez tem de trocar as chaves de ignição.

Segundo a montadora, o carro pode desligar em movimento repentinamente caso o motorista, principalmente pessoas mais altas, toque o joelho na chave de ignição, que pode acabar girando. Com isso, aumenta o risco de acidentes graves.

Avaliação: Chevrolet Camaro entra na era digital

O problema é o mesmo que afeta milhões de outros carros da GM pelo mundo que rendeu a montadora duros processos nos Estados Unidos por conta de acidentes com vítimas fatais que aconteceram nos últimos 10 anos.

Ao desligar em movimento, o veículo perde todas as suas funções, como assistência de direção, freios e equipamentos de segurança. Nos EUA, o problema também é associado ao uso de chaveiros  grandes pendurados nas chaves.

As unidades do Camaro no Brasil envolvidas no recall foram produzidas entre 2010 e 2014 e abrange as versões cupê e conversível. Segundo a marca, o tempo estimado para troca das chaves de ignição é de 30 minutos.

Clientes podem obter mais informações pelo telefone 0800 702 4200 ou pelo website da marca www.chevrolet.com.br.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!