Carro de baixo custo da VW pode influenciar o Brasil, revela executivo

Produto atualmente é desenvolvido pela marca Skoda e será destinado aos mercados emergentes
Volkswagen

Volkswagen | Imagem: Divulgação

Se você acha que o up! funciona como o carro de entrada para a Volkswagen no Brasil, saiba que a estratégia da marca contempla muito mais. É fato que, apesar do porte, o up! não é propriamente um carro barato em especial se comparado com o recém-lançado Renault Kwid. Um take up!, por exemplo, hoje parte de R$ 37.990 e quando acrescentamos a direção com assistência elétrica, ar-condicionado, travas e vidros elétricos, seu preço atinge a casa de R$ 43.240. Um Renault Kwid Zen equipado com os principais itens de conforto e segurança, incluindo rádio e 4 airbags, está nas concessionárias por R$ 35.390. Viu só como existe margem para a Volkswagen incluir um carro mais barato em sua gama?

E essa resposta já está em desenvolvimento pelo pessoal da Skoda, uma das marcas do grupo Volkswagen focada em automóveis com uma relação custo-benefício mais vantajosa. O projeto passou por um abalo recentemente, com a parceria entre a Skoda e a indiana Tata não se concretizando, contudo a marca tcheca parece não ter desistido do projeto.

“A Skoda desenvolveu uma série de ideias interessantes para um carro de baixo custo destinado ao mercado indiano, mas que podem muito bem ser usadas em mercados como o Brasil e Irã”, declarou Thomas Sedran, chefe de estratégia do grupo Volkswagen, em entrevista para o Automotive News Europe.

Não por acaso, o Renault Kwid foi um modelo que nasceu prioritariamente para o mercado indiano, o que levou a aliança Renault-Nissan inclusive a trabalhar em uma nova plataforma, câmbio e demais soluções que ajudassem na redução de custos. 

Segundo alguns bastidores, a previsão é que esse futuro carro de baixo custo do grupo VW seja apresentado em 2020. Vamos acompanhar de perto o desenrolar dessa história.