Foi-se o tempo em que, na época de inflação elevada, carro ainda poderia ser visto como um investimento. Hoje em dia, com o mercado mais estável, basta você retirar um carro da concessionária para que o valor comece a diminuir ao longo dos meses.

Mesmo assim, ainda é possível encontrar alguns casos de modelos ou versões específicas que acabam registrando uma boa procura no mercado de usados pelas mais variadas razões e, como já nos ensina a regra, quanto maior a demanda, maior o preço.

A KBB Brasil revelou nesta segunda-feira (22) um interessante levantamento que nos permite visualizar bem essa questão. A empresa reuniu versões de diferentes modelos em suas respectivas versões com preços entre R$ 50.000 e R$ 70.000 levando em consideração a depreciação que esses carros sofreram ao longo de um ano de uso. Vale a pena destacar que a depreciação usa o valor do veículo 0 km em um período determinado em relação a seu valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas.

No estudo, três modelos e quatro versões chamaram a atenção ao contar com um preço ao final de um ano de uso maior do que eles registravam quando ainda eram novos.

Os três primeiros colocados pertencem à montadora Volkswagen, revela a KBB, são eles: Saveiro Cabine Dupla Trendline 1.6 manual, apresentando 5,51% de valorização após o primeiro ano de uso, seguido pela versão Highline 1.6 manual, que soma um saldo positivo de 1,78% no mesmo período. Em terceira posição, o high Up! 1.0 TSI mostra valorização de 1,16%. O carro mais vendido do mundo não apresentou resultado diferente do esperado, o Toyota Corolla GLI 1.8 CVT soma um valor positivo de 0,88%. Uma forte alta do veículo, variação do câmbio - implicando diretamente em importados – e um bom posicionamento no mercado explicam essas ocorrências.

No caso da Volkswagen Saveiro, a versão Trendline Cabine Dupla custava R$ 57.700 quando ainda nova em 2018. No fim do mesmo ano, o modelo figurava como um seminovo com preço na casa de R$ 60.878.

Na outra ponta, a KBB Brasil também apresentou os modelos que mais depreciaram em 2018 de acordo com o intervalo de preço estabelecido na pesquisa. Nesse caso, a versão SEL 1.0 12V do Ford Ka depreciou 22,21% no período de um ano. Em segunda, quarta e quinta posições, a francesa Renault aparece com três versões diferentes do Logan na lista de mais depreciados, sendo a primeira a Dynamique 1.6 16V EasyR, com queda de 21,60% de seu valor. Na quarta e quinta posição, as versões Dynamique 1.6 16V manual, com 20,49% de depreciação, e Expression 1.6 16V EasyR automatizada, apresentando uma perda de 20,46% comparado ao seu valor 0 km.

Toyota Corolla 2019
Toyota Corolla 2019
Imagem: Divulgação

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/