Carros como Uno e Mobi podem sair dos planos da Fiat

Presidente da Fiat Chrysler afirmou que o grupo investirá em segmentos mais rentáveis
Fiat Mobi 2018

Fiat Mobi 2018 | Imagem: Divulgação

Mike Manley, presidente do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), durante conferência com analistas sobre os resultados do terceiro trimestre de 2019 da empresa, afirmou que a marca Fiat na Europa vai mudar seu foco dos microcarros para modelos de segmentos superiores e mais rentáveis.

No Velho Continente, isso significa que a marca pensa tirar de linha carros como o Panda e o 500, sendo o primeiro de um porte similar aos dos brasileiros Fiat Uno ou Mobi, para apostar mais em um mercado que, na Europa, é conhecido como “B”, onde se enquadram modelos similares em porte ao nosso Argo.

Em declaração à publicação Automotive News Europe, Manley informou que “em um futuro próximo, vocês nos verão focar em segmentos de maiores volume e margem de lucro e isso envolve deixar o segmento de microcarros”.

Com o acordo entre a FCA e a Peugeot-Citroën (PSA) ainda sendo costurado, esse pode ser o primeiro indicativo de algumas das mudanças que virão a seguir dentro do novo grupo que será formado e que dará origem ao quarto maior conglomerado automotivo do mundo.

Até o momento, a informação impactaria apenas o mercado europeu da Fiat, onde o Panda, lançado em 2012, e o 500, com mais de 12 anos na mesma plataforma, já não estão registrando números de vendas muito bons e não indo ao encontro com as metas da FCA.

Apesar da força deste anúncio, a expectativa no mercado europeu é a de que a marca não deixe o segmento dos carros pequenos antes de 2024 e não há indicativos que o movimento também irá ocorrer no Brasil. 

 

Fiat Uno 2018
Fiat Uno 2018
Imagem: Divulgação

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!