Chevrolet registra patentes de versão elétrica do Equinox

SUV pode ser novidade mais recente na estratégia global de eletrificação total da GM
Projeção de Kleber Silva tomando como base imagens de patentes para o Chevrolet Equinox elétrico

Projeção de Kleber Silva tomando como base imagens de patentes para o Chevrolet Equinox elétrico | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

A nova geração do Equinox deve contar com uma versão movida a eletricidade. Desenhos de registros de patentes na China foram divulgados pelo site GM Authority e, de acordo com a veículo, é provável que o modelo tenha até mesmo um nome exclusivo para identificar a versão.

Embora ainda não exista confirmação de seu lançamento, as próprias imagens sugerem que o futuro SUV da Chevrolet será movido a eletricidade. Um dos indícios é a dianteira inteiramente “fechada”, sem uma grade frontal vazada como nos veículos com motor a combustão. Outro indício é a ausência do escapamento, que é necessário em veículos híbridos, por exemplo.

O site afirma que “é quase certo” que o novo elétrico utilize a tecnologia de propulsão “Ultium Drive and Motor”, concebida para uma ampla gama de aplicações, incluindo veículos com tração dianteira, traseira ou integral. A novidade, inclusive, pode ser aplicada tanto em carros esportivos quanto em modelos fora-de-estrada.

Futuro da GM é elétrico

A General Motors já declarou que investirá pesado nos veículos movidos a eletricidade. A empresa anunciou que venderá apenas veículos movidos a eletricidade a partir de 2035. A medida é um dos pilares centrais da ousada meta da GM de tornar-se uma empresa neutra em emissões de carbono até 2040.

Em novembro de 2020, a CEO da GM, Mary Barra, declarou que a fabricante investiria US$ 7 bilhões (aproximadamente R$ 36,4 bilhões) em veículos elétricos e autônomos. A empresa lançará um total de 30 novos modelos elétricos em todo o mundo até 2025.

Até o momento, o grupo já lançou alguns modelos, como o Chevrolet Bolt renovado (que chega ao Brasil até o fim deste ano) e o GMC Hummer EV nas carrocerias picape e SUV.

Por fim, Barra assegurou que a escassez dos semicondutores (que afeta a produção de veículos pelo mundo) não vai prejudicar a fabricação de seus carros elétricos.

Falta de peças afeta produção

O mesmo, porém, não se pode dizer dos veículos movidos a combustão. O facelift do Equinox, por exemplo, teve seu lançamento adiado por conta da escassez de peças. A previsão é de que o SUV comece a ser fabricado apenas na segunda quinzena deste mês.

No Brasil, a Chevrolet pretende retomar a produção da linha Onix em Gravataí (RS) ainda em agosto, depois de cinco meses de paralisação por conta da falta de componentes.

Neste período, a marca viu a liderança do hatch ser pulverizada. De acordo com o último relatório de emplacamentos da Fenabrave, o Onix despencou para a quinta posição no resultado acumulado de janeiro a julho de 2021.

 

Projeção de Kleber Silva tomando como base imagens de patentes para o Chevrolet Equinox elétrico
Projeção de Kleber Silva tomando como base imagens de patentes para o Chevrolet Equinox elétrico
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG