Chineses rejeitam própria cria e preferem europeus

Estudo da JD Power mostra que chineses também descartam japoneses

BYD S6 | Imagem: BYD

Um estudo da JD Power Asia Pacific revela um fenômeno se não óbvio, pelo menos bem previsível (dados os níveis de qualidade de cada um): a preferência dos chineses têm se transferido de carros locais e japoneses para europeus. A terceira edição da pesquisa mostra que o percentual de potenciais compradores de automóveis fabricados por marcas europeias aumentou de 25%, em 2009, para 32%.

Segundo o estudo, as razões citadas foram “percepções positivas” quanto à segurança, motor e transmissões, e “fortes recomendações” de amigos e familiares.

Por outro lado, a intenção de compra de carros japoneses caiu de 27%, em 2009, para 32% neste ano. Os pesquisados contam que não têm mais a mesma certeza quanto à qualidade, confiabilidade e serviço de pós-venda nos japoneses. Quanto aos chineses, o mesmo percentual regrediu de 26% para 20% - os chineses criticam a má qualidade dos carros feitos por eles próprios. Também contribuiu para a diminuição na intenção de compra críticas negativas de especialistas e a não recomendação de amigos e familiares.

O estudo da JD Power Asia Pacific – que incluiu 65 marcas e 161 modelos em nove segmentos – teve a participação de 4.979 potenciais compradores. Veja os modelos que os chineses mais consideram na sua próxima compra:

Compactos: BYD F0 e Chery QQ3
Compacto Premium: Chevrolet Sail
Médios de entrada: Volkswagen Polo
Médios: Chevrolet Cruze
Médios premium de entrada: BYD F6
Médios premium: Honda Accord
Luxo: Audi A4L
SUVs: Volkswagen Tiguan
MPV: Buick GL8

Assine a newsletter semanal do AUTOO!