Chineses superam europeus na fabricação de carros, alega executivo

Vice-presidente de design da Volvo justifica decisão da marca em alocar sua produção no país asiático
Volvo S90 2017

Volvo S90 2017 | Imagem: Divulgação

Ainda com uma reputação a ser conquistada no mercado automotivo global, a indústria chinesa do setor já evoluiu muito em relação à opinião pré-concebida que muita gente ainda mantém sobre ela.

Essa é a análise de Robin Page, vice-presidente sênior de design da Volvo, para quem hoje os carros produzidos na china já superam os europeus em qualidade. “Se você analisar a manufatura europeia, verá que os técnicos colocaram tanta ênfase em sistemas de automação que você perdeu aquele toque do ajuste manual. Na China, o processo de produção envolve mais o fator humano e depende menos da automação, o que resulta em uma cadeia de produção menos suscetível a falhas já que as pessoas conseguem realizar ajustes mais precisos”, explica Page em entrevista ao site australiano Go Auto.

Vale a pena destacar que atualmente a Volvo é controlada pela chinesa Geely e recentemente a fabricante sueca tomou a decisão de alocar parte da produção de seus modelos no país asiático. O sedã grande S90, um dos modelos mais sofisticados da marca, hoje é produzido na China. 

“Não estamos falando de uma diferença muito grande entre a qualidade dos carros produzidos na Europa ou na China, mas se você analisar ponto a ponto verá que os chineses são muito competentes na execução. Por isso não nos preocupa deslocar parte da produção de nossos carros da Suécia para a China”, acrescenta o vice-presidente sênior de design.

A produção dos carros da Volvo na China começou em 2014 com a versão de entre-eixos longo do S60, com a nova geração do S90 sendo produzida por lá a partir do fim de 2016. É bom ficarmos de olho nos chineses...

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags