Citando vários benefícios, inclusive no off-road, Jeep cogita modelo 100% elétrico

Executivo da área de design da marca elenca várias vantagens da eletrificação
Jeep Wrangler 2018

Jeep Wrangler 2018 | Imagem: Divulgação

O designer chefe da Jeep, Mark Allen, concedeu uma interessante entrevista para o CarExpert na qual revela que a tradicional marca norte-americana especializada em utilitários esportivos considera um modelo com propulsão completamente elétrica para um futuro não muito distante.

De acordo com o executivo, a fabricante está procurando maneiras de como utilizar a eletricidade para desenvolver um 4x4 ainda mais capaz. “Eu realmente acredito que podemos fazer um Jeep elétrico ainda melhor e não apenas um modelo que cumpra com os requisitos da marca. Nós realmente poderíamos fazer uma máquina off-road melhor e como não ficaríamos atraídos por algo assim?”, pondera Allen.

O designer explica, citando algumas vantagens da propulsão elétrica, a possibilidade de colocar um motor em cada roda. Allen explica que isso permitiria, por exemplo, um controle muito mais preciso da quantidade de torque que seria aplicado em cada uma das rodas, abrindo espaço para uma “nova raça de veículos off-road”, analisa o executivo.

Jeep Wrangler 2018
Jeep Wrangler
Imagem: Divulgação

Além disso, como relatamos, os modelos com um motor em cada roda conseguem oferecer algumas funcionalidades bem interessantes. A Rivian, no fim de 2019, mostrou em sua picape R1T um recurso chamado “Tank Turn” que a permite girar 360º sobre o próprio eixo, assim como um tanque militar.

Outro atributo positivo para um Jeep 100% elétrico vai para a ótima densidade de torque que esses propulsores oferecem, entregando sua força máxima desde o primeiro momento em que são acionados.

Por fim, o designer chefe da Jeep enaltece a redundância que um off-road 100% elétrico pode oferecer ao contar com quatro ou dois motores, nesse caso um por eixo. Ao contrário de um modelo com propulsão térmica, em que se o motor quebrar você não consegue mais movimentar o veículo, um Jeep elétrico poderá sair do lugar sem qualquer auxílio se apenas um de seus motores falhar.

O executivo da Jeep só não aborda, contudo, as restrições impostas pela limitação de autonomia de um carro elétrico atual. Em especial no off-road em áreas mais remotas, certamente o motorista teria que ficar atento com essa questão uma vez que a recarga do veículo não seria algo tão simples de ser feita.    

De qualquer forma, vale a pena citar que a Mercedes-Benz também está de olho nessa ampla lista de vantagens da propulsão elétrica para o off-road e trabalha em uma variante sem qualquer motor diesel ou gasolina para o robusto Classe G.

Enquanto o Jeep 100% elétrico não sai do papel, a marca investe nas variantes híbridas plug-in do Renegade e Compass, que estão confirmadas para o Brasil e deverão chegar em breve ao país.

Jeep Wrangler 2018
Jeep Wrangler 
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!