Citroën vai abrir leque de veículos, com modelos premium e utilitários

Com investida em novos comerciais leves e na marca DS, montadora quer voltar a crescer no Brasil
Citroën DS 7 Crossback 2018

Citroën DS 7 Crossback 2018 | Imagem: AUTOO

Depois de um período de estagnação no mercado, a Citroën está prestes a retomar uma nova fase de investimentos no Brasil e ela promete ser extensa. Além de novos veículos de passeio da própria marca, a montadora também pretende ampliar sua presença nos distintos segmentos premium e de comerciais leves.

O primeiro a receber atenção será justamente o de utilitários. Em novembro, a marca lançará no país o furgão Jumpy, que será montado no Uruguai. Menor do que o Jumper, o modelo é um rival direto do Vito, da Mercedes, e pretende ser uma opção para pequenas empresas que precisam de um veículo versátil e que pode ser dirigido por motoristas com carteira da classe B.

No ano que vem, outros dois modelos devem acompanhá-lo, o novo Jumper e o Berlingo, que ainda estão sendo objeto de estudos sobre local de produção. “Mais do que lançar novos produtos, queremos criar um vínculo com nossos clientes para que esses veículos tenham um pós-venda eficiente”, explica Nuno Coutinho, diretor de marketing da Citroën.

Na Europa, o grupo PSA é líder no mercado de comerciais leves e a Citroën é responsável pela maior parte dessas vendas. A ideia é tentar repetir o desempenho aqui.

Nova marca

Na outra ponta do mercado, a Citroën já está na transição que dará à DS status de marca no Brasil. Esse processo, iniciado no exterior, chega agora a Argentina e prevê a abertura de lojas próprias para proporcionar uma experiência mais exclusiva e premium para os clientes.

No Brasil isso deve ocorrer em breve, reconhece Coutinho sem precisar uma data. Sinal disso é que hoje os modelos só podem ser adquiridos sob encomenda, ou seja, a Citroën já não os expõe claramente como parte do seu portfólio.

A estrela dessa nova fase deverá ser o crossover DS7, apresentado no Salão de Buenos Aires. Previsto para chegar ao mercado europeu no final deste ano, o modelo traduz a proposta da DS daqui em diante, com soluções criativas e uma assinatura mais distanciada da Citroën.

Mas a promessa de renovação envolve também a Citroën que passará a lançar um modelo novo por ano, segundo promessa da PSA. Um dos próximos deverá ser o C4 Cactus, SUV compacto que terá uma versão nacional provavelmente em 2018, conforme o AUTOO antecipou.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!