Com HB20 e Etios, Hyundai e Toyota ameaçam reinado do Gol

Novos hatches chegam ao mercado para oferecer mais opções ao público e devem afetar as vendas do modelo da Volkswagen

Etios e HB20 devem pressionar Gol, o líder | Imagem: Montagem

Não faz tanto tempo assim que os consumidores brasileiros tinham poucas opções de veículos ao pensar num hatch compacto, modelo mais vendido no País. Ou se optava pelo Gol, líder há décadas, ou se escolhia um Palio ou Uno ou, ainda, um Corsa ou Celta. Ford, Renault e Peugeot ficavam com uma pequena parcela desse bolo.

Essa situação, no entanto, já começou a mudar e tende a se intensificar nos próximos meses. A razão é que as fabricantes que se instalaram no Brasil há poucos anos, enfim, passaram a investir nessa categoria. Com isso, as opções estão se multiplicando e o Gol está perdendo espaço entre os compradores.

Confiram como anda o HB20 na avaliação de AUTOO

Para se ter uma ideia, em 2008, o modelo da Volkswagen abocanhou 12,4% das vendas gerais de veículos, um volume impressionante de 286 mil unidades. Este ano, ao contrário, o Gol teve 188,6 mil exemplares emplacados, 9,6% do total acumulado até agosto. Parece pouco, mas cada ponto percentual perdido significa hoje cerca de 30 mil carros a menos saindo das concessionárias todos os anos.

O mercado brasileiro também vive um momento de amadurecimento nos segmentos mais baratos. Há uma separação entre os modelos de entrada, mais despojados, de uma nova safra de compactos mais equipados, potentes e bem acabados. É nessa faixa de preços, que vai de pouco mais de R$ 25 mil a quase R$ 50 mil, que existem mais novidades chegando (confira infográfico abaixo).

Os franceses participam dela com o novo C3, o Sandero e o futuro Peugeot 208, mas quem ameaça realmente as marcas tradicionais são as montadoras asiáticas.

Os japoneses foram os primeiros a atrapalhar a vida de Volks, Fiat, GM e Ford. A Nissan trouxe do México o March, hoje o hatch compacto com o melhor custo-benefício da categoria. Ele só não vende mais por causa da cota de importação introduzida pelo governo, o que fez a Nissan antecipar a produção no Brasil, numa nova fábrica em Resende, RJ. A Honda é outra que deve entrar na briga com uma versão nacional do compacto Brio, embora os executivos da montadora neguem até hoje essa informação.

Mas os holofotes hoje estão voltados para a Toyota que, enfim, lançou o Etios nesta semana. Primeiro modelo compacto barato da empresa japonesa, o hatch chega às lojas no dia 28 com preços muito parecidos com os do Gol, mas sem optar pelo motor 1.0 – a marca preferiu um 1.3 e outro 1.5. Garantia estendida e pós-venda consagrado são as outras armas da Toyota, que quer vender 70 mil unidades no primeiro ano de produção plena.

Favorito do público

A pedra no sapato da Volkswagen, no entanto, deverá ser o HB20. O hatch, desenvolvido especialmente para o Brasil, consegue superar o Gol até mesmo em design e tem uma boa base mecânica para incomodar. Os coreanos também capricharam no acabamento e no pacote de série, que vem praticamente completo a partir de R$ 31.995. Como essas marcas sabem, o pós-venda é o grande trunfo das fabricantes tradicionais e por isso a Hyundai oferece a garantia de 5 anos já conhecida nos modelos importados. Tudo para ganhar a confiança do consumidor. A meta de vendas do HB20 é bem ousada: 90 mil carros em 2013, média de 7,5 mil unidades por mês – o Gol emplaca entre 20 mil e 30 mil, mas somado com a geração anterior, bem mais em conta.

Veja como se comporta o Renault Sandero 2013 com novo motor Hi-Power

As novidades não param por aí. As chinesas também se preparam para entrar com mais força nesse nicho. A Chery já está construindo sua primeira fábrica brasileira e produzirá lá o Celer, um novo compacto de design atraente. A JAC, a chinesa mais vendida do País, tem planos de uma unidade nacional instalada na Bahia, mas ainda aguarda algumas definições do governo para confirmar sua intenção.

Infográfico

Etios e HB20 vão disputar mesmos clientes do Gol e Palio

Contra-ataque

Outras montadoras mais antigas também têm projetos importantes para, ao menos, manter suas participações nesse imenso mercado. A GM, por exemplo, lançará o Onix, um inédito compacto que ocupará a faixa de preço entre R$ 30 mil e R$ 40 mil. O modelo chega no início de 2013 e estará no Salão do Automóvel.

A Ford deve lançar dentro de pouco mais de um ano o sucessor do Ka. O veículo terá versões hatch e sedã e quatro portas, e será um modelo mundial, segundo se comenta. A Renault, hoje a 5ª marca mais vendida do Brasil, trará para o Salão uma versão redesenhada do Clio e deve começar a produzir a nova geração do Sandero até o final de 2013.

Com tantas novidades, a lógica é que a concorrência se acirre e que os modelos compactos ganhem itens de série e que seus preços caiam, o mundo ideal para o brasileiro que está atrás de um veículo novo, seja ele o líder Gol ou não.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!