Mais avançado, VW Taos parte do equivalente a R$ 130 mil nos EUA

Modelo chega ao mercado norte-americano neste mês e estreia em breve no Brasil
Acima o Volkswagen Taos comercializado nos EUA

Acima o Volkswagen Taos comercializado nos EUA | Imagem: Divulgação

Certamente uma das estreias mais aguardadas aqui no Brasil em 2021, o Volkswagen Taos teve os seus preços revelados para o mercado norte-americano nesta quarta-feira (21).

Por lá, o SUV médio para os nossos padrões será comercializado em três versões (S, SE e SEL), com preço inicial de US$ 22.995, cerca de R$ 130 mil em uma conversão direta sem levar em conta os custos de importação e os tributos brasileiros.

O Taos comercializado nos EUA será produzido no México e os norte-americanos terão acesso a um modelo com especificações técnicas mais sofisticadas do que o Taos fabricado na Argentina e que será vendido também no Brasil. 

Para os EUA, o Taos será equipado sempre com o motor 1.5 turbo com injeção direta, o qual é uma evolução do 1.4 sobrealimentado hoje aplicado em modelos da VW por aqui e que também vai figurar no Taos produzido localmente. O Taos poderá ser encontrado nos EUA com as opções de tração dianteira, no caso recebendo um câmbio automático de 8 marchas, ou com o sistema de tração integral permanente 4Motion, no caso associado a uma transmissão de dupla embreagem e 7 marchas.

Aqui no Brasil, já está confirmado que o Taos chegará apenas com motor 1.4 TSI e câmbio automático de 6 marchas. Rumores vindos da Argentina, contudo, sinalizam que pode estar nos planos da VW uma opção para o Taos produzido por lá que combine o motor 2.0 TSI com o câmbio de dupla embreagem e o sistema de tração integral. Se sair do papel, a configuração será lançada em um horizonte de médio prazo.

O preço de pouco mais de US$ 22 mil citado anteriormente é o que será cobrado para o Taos S com tração dianteira. Em seu catálogo mais completo, o Taos SEL 4Motion chegará ao mercado dos EUA com preço sugerido de US$ 33.045, cerca de R$ 185 mil pela cotação atual.

Considerando que a Volkswagen optou por um conjunto mecânico em parte até nacionalizado para o Taos argentino (o motor 1.4 TSI é produzido no Brasil), é possível dizer que o SUV atuará em uma faixa de valor semelhante por aqui. Bem equipado, o Taos em sua versão Highline oferecerá recursos como piloto automático adaptativo, alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência inclusive para pedestres, monitoramento de pontos cegos e detector de tráfego traseiro, capaz também de atuar sobre o sistema de freios do veículo. 

A estreia do Taos no Brasil ocorrerá, provavelmente, no mês que vem, com a chegada das primeiras unidades na rede de concessionárias em junho.