Conheça o novo compacto global da Ford

Modelo começará a ser vendido no Brasil no início de 2014 e substituirá o Ka e o Fiesta Rocam

Novo hatch compacto da Ford chega em março do ano que vem para brigar com Gol e cia | Imagem: João Kleber do Amaral

O Carnaval na Bahia está marcado para 4 de março, mas para a Ford a festa começa no dia 13 de novembro deste ano. É nesse dia que a montadora deverá mostrar um novo modelo global, mas que, assim como o EcoSport, estreará primeiro no Brasil. Para isso, a marca trará até mesmo Bill Ford, bisneto do fundador da empresa, para mostrar pela primeira vez o hatch compacto, cujo nome ainda é um mistério.

A comemoração é justificada: o veículo misterioso fará o papel de carro de entrada da marca, aquele que é o mais barato da linha. Ou seja, no Brasil assumirá o papel do Ka, mas principalmente do Fiesta Rocam, a quem substiuirá na linha de montagem em Camaçari, onde será produzido já no início de 2014 – a expectativa é que o carro seja lançado oficialmente logo após o Carnaval, é claro.

Mas, afinal, quem é esse modelo que pouco tem sido falado exceto ao ser chamado de “novo Ka”? Na verdade, ele tem pouco a ver com o Ka, um subcompacto que acabou assumindo a responsabilidade de abrir o portfólio da Ford não só no Brasil mas até na Europa. Aqui, ele até ganhou uma revisão do projeto que aumentou seu espaço interno, porém, não suficiente para fazê-lo um competidor ferrenho para Mille e Gol.

O novo modelo, ao contrário, nascerá com missão clara por aqui, brigar diretamente com o Gol G5, com o Uno e o Palio, e também com as versões mais baratas do Onix e do HB20, dois dos maiores sucessos do momento – as versões top estão sofrendo hoje com o New Fiesta nacional, que chegou no início do ano. (Veja gráfico abaixo para entender onde o novo hatch se encaixará).

Motor 1.0 de três cilindros

Até agora, o novo Ford não foi fotografado sem disfarces, mas convocamos nosso talentoso colaborador João Kleber do Amaral para produzir duas projeções do modelo baseadas nos flagras de protótipos que tem rodado pelo País e também pela Alemanha, onde ele foi desenvolvido. O resultado é bem fiel ao que deve surgir no dia 13. O grande mistério está no formato dos faróis, sempre bem disfarçados nos veículos de teste.

Outros detalhes, no entanto, não devem ser muito diferentes dos que vocês veem na galeria desta página. A frente terá a imensa entrada de ar semelhante a do Fusion além do para-choque com filetes. Na traseira, lanternas destacadas, mas que não invadirão a tampa do porta-malas, cujo ressalto a tornará um dos pontos mais atraentes do modelo. A lateral mostrará alguns vincos que reforçam sua identidade ao estilo hoje visto no EcoSport, Focus e New Fiesta. A ligação do novo hatch com este último é ainda mais extensa.

O New Fiesta cedeu sua plataforma, a base onde o carro é construído, para o hatch inédito a fim de economizar investimentos e também dar uma qualidade superior ao modelo. Por essa razão, ele será produzido na Bahia, na mesma linha do EcoSport.

Na parte mecânica, o compacto deverá usar o motor 1.5 Sigma que estreou no New Fiesta, mas também um inédito motor 1.0 de três cilindros baseado no EcoBoost, mas sem turboalimentação – aqui a ideia é que ele seja econômico e baixa emissões.

Mapa das montadoras no Brasil
AUTOO

Preço do hatch da Ford deve ficar entre R$ 27 mil e R$ 40 mil, com versões 1.0 e 1.5

Volta do Escort?

A Ford ainda faz muito mistério a respeito do novo carro, mas é bem provável que Bill Ford anuncie que o veículo será feito não só no Brasil, mas em outros mercados emergentes como a Índia e quem sabe até na China. O nome do modelo, por exemplo, é guardado a sete chaves. Há quem aposte em Figo, nome usado para o Fiesta Rocam em alguns mercados, mas existe a possibilidade dele trazer de volta o clássico nome “Escort”, como antecipou o site Blogauto. Segundo uma fonte na empresa, a ressureição do Escort está entre as opções – a marca, inclusive, batizou um protótipo de um sedã na China recentemente. Outra novidade preparada para a Ford é a versão sedã do modelo, que chegará num segundo momento para o lugar natural do Fiesta Sedan.

Seja qual o nome escolhido, o novo compacto terá um papel importante na estratégia One Ford, lançada pela marca em 2006 com o objetivo de criar modelos globais que permitam economia de desenvolvimento, agilidade e, claro, produtos atraentes capazes de enfrentar o avanço dos asiáticos nesse campo. Pelo ritmo de lançamentos, o plano parece estar dando certo.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!