Covid-19: como ficam as vendas de carros novos e os procedimentos de manutenção

Fabricantes relatam as situações em que as vendas podem continuar; prazo de revisões é ampliado
Dependendo do uso, é mais interessante utilizar aplicativos de carona do que possuir um carro

Dependendo do uso, é mais interessante utilizar aplicativos de carona do que possuir um carro | Imagem: Reprodução internet

Com as autoridades preconizando o isolamento social como medida primordial para conter o avanço do coronavírus e as quarentenas decretadas em muitas regiões do País, o Autoo procurou as principais montadoras instaladas no Brasil para melhor explicar como estão os procedimentos de vendas, faturamento e até manutenção dos automóveis ainda em garantia. Vale a pena lembrar que, a partir da semana passada, praticamente todas as fabricantes anunciaram paradas na produção como um reflexo da demanda menor e como precaução para evitar a Covid-19 em seus colaboradores.

De acordo com as fabricantes que responderam ao Autoo até a publicação do texto, as vendas e negociações de automóveis por parte de seus concessionários continuarão em municípios que não adotaram medidas impondo a suspensão de atividades, informou a Fiat Chrysler. “Faturamento está acontecendo, exceto onde e quando existam restrições de circulação e do comércio”, acrescenta a FCA.

No caso específico do estado de São Paulo, que está em quarentena proibindo a abertura de serviços não essenciais a partir de ontem, a Chevrolet nos explicou que “os carros ainda não entregues ao cliente final nas localidades onde as concessionárias estão fechadas devido à pandemia de Covid-19 permanecerão em estoque da rede e a entrega será normalizada após as concessionárias voltarem as atividades normais de trabalho”. A fabricante norte-americana, contudo, acrescenta que “onde é possível operar normalmente, seguindo as precauções necessárias em relação à segurança de seus colaboradores e clientes e orientações das autoridades locais, as concessionárias seguem vendendo e atendendo os clientes”.

A japonesa Honda segue um posicionamento na mesma linha de FCA e Chevrolet. Em resposta para o Autoo, a Honda deixa claro que, no caso de São Paulo, “as entregas respeitarão antes de mais nada, as leis e decretos definidos pelo governo, e serão agendadas com cada cliente à medida que a concessionária possa operar normalmente”. Para outros estados e municípios do país, “as concessionárias estão seguindo as orientações governamentais em suas respectivas regiões. Nas localidades onde ainda há atendimento ao cliente, os carros estão sendo faturados”, explicou a Honda.

O Autoo também pediu uma consideração das fabricantes sobre os clientes PcD (Pessoas com Deficiência) que realizam a compra com isenção. A Chevrolet nos informou que “onde é possível, seguindo as precauções necessárias em relação à segurança de seus colaboradores e clientes e orientações das autoridades locais, as concessionárias seguem vendendo e atendendo normalmente aos clientes. Boletos para pagamento do veículo estão sendo emitidos normalmente onde as concessionárias ainda estão abertas. Para concessionárias que estão fechadas neste momento, ações estão sendo estudadas para não prejudicar nem o cliente e nem a concessionária. Ressaltamos que a situação vem mudando rapidamente e estamos nos adaptando diariamente aos novos cenários que se apresentam”. O mesmo tipo de enfrentamento da crise para esse cenário é compartilhado por Fiat Chrysler e Honda. 

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou na última sexta-feira (20) uma normativa que estabelece a interrupção da expedição de Certificado de Registro de Veículo (CRV) em caso de transferência de propriedade de veículo adquirido desde 19 de fevereiro bem como o registro de licenciamento de veículos novos (desde que ainda não expirados). No âmbito da fiscalização, fica interrompido, por tempo indeterminado, os prazos para que o condutor possa dirigir com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida desde 19/02/2020. Este prazo aplica-se também para a Permissão de Dirigir (PPD). 

Manutenção

Ao longo dos últimos dias, outras marcas de automóveis também se posicionaram sobre questões envolvendo as revisões obrigatórias, item indispensável para o carro não perder o direito a cobertura pela garantia.

Uma das primeiras a se posicionar sobre o tema, a Kia Motors do Brasil oficializou que “está ampliando pelos próximos três meses as tolerâncias de excesso de quilometragem e de tempo para todo o plano de revisões periódicas. Com a medida, os limites de quilometragem foram dobrados para os modelos de passeio, de 1.500 km para até 3.000 km, e triplicados para o comercial leve Bongo K2500, de 500 km para até 1.500 km. Já a regra de tempo corrido, atualmente de doze meses a partir da compra ou última revisão, terá um acréscimo de três meses para toda a linha de veículos da marca neste período de enfrentamento da pandemia”. A fabricante sul-coreana conta com garantia de 5 anos para seus modelos vendidos por aqui.

A Chevrolet, ainda em resposta para o Autoo, se posicionou da seguinte forma sobre o assunto: “nossas oficinas continuam abertas nas localidades onde seja permitido pelas autoridades, tendo as mesmas sido orientadas a tomar todas as precauções necessárias em relação à segurança de seus colaboradores e clientes e a cumprir as orientações das autoridades de saúde. Os veículos Chevrolet que estejam com suas garantias de fábrica válidas de acordo com os termos do Manual do Proprietário e vencendo entre 1° de março e 30 de junho de 2020 terão extensão deste prazo por três meses, mas continuaremos avaliando o decorrer da situação da pandemia da Covid-19, e poderemos adotar novas medidas. Também serão feitas extensões de quilometragem por até três mil quilômetros para as revisões programadas. Recomendamos que o veículo seja ligado por pelo menos 10 minutos todas as semanas para melhor funcionamento”.

Já nesta quarta-feira (25), a Hyundai Motor Brasil explicou que “garantias e revisões de veículos das famílias HB20 e Creta com vencimento a partir de 10 de março de 2020 serão asseguradas até 30 de abril de 2020, com possibilidade de prorrogação de acordo com eventuais orientações das autoridades nacionais que coordenam o combate à Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A tolerância de quilometragem também será ampliada em 2 mil km. Caso esta margem seja ultrapassada, o veículo deverá passar por uma inspeção na concessionária autorizada”. Tanto a nova geração do HB20 como o Creta têm cinco anos de garantia sem limite de quilometragem para veículos de uso particular. Nas aplicações comerciais, a garantia continua em cinco anos ou até atingir 100 mil quilômetros.

Por fim, a Peugeot Citroën informou que suas marcas aumentaram os prazos dos planos de revisões e manutenção de todos os veículos em garantia. "Os clientes terão mais três meses e/ou 3.000 km rodados, contando a partir de 17 de março de 2020, para concluírem os serviços obrigatórios mantendo a garantia de seus automóveis em dia. Já os consumidores cujos veículos estão próximos do fim da garantia, estarão cobertos em até um mês após a data limite. No caso de automóveis dentro da garantia com pane sem viabilidade de reparo no local, a Assistência 24 horas será responsável por organizar o regresso do cliente até sua residência e efetuar o translado do veículo até a concessionária ou garagem do consumidor, se disponível", explica a PSA. Apenas a Citroën acrescenta que para veículos da marca DS, o prazo de extensão da garantia será de até seis meses. As marcas ainda salientam que o "Peugeot Total Care" bem como o "Citroën & Você" disponibilizam serviço de reboque gratuito, durante oito anos, a partir da data da compra do veículo, independentemente de as revisões estarem em dia ou de o cliente ser o primeiro proprietário. Este serviço está disponível em todo Brasil e pode remover o veículo até o concessionário mais próximo, num raio de até 100 km. 

Dependendo do uso, é mais interessante utilizar aplicativos de carona do que possuir um carro

Dependendo do uso, é mais interessante utilizar aplicativos de carona do que possuir um carro

Assine a newsletter semanal do AUTOO!