Cuidado com as pequenas distrações ao volante

Motorista pode percorrer um campo de futebol ao tirar o olho da pista por 4 segundos
O choque entre o Fiat Argo e o Corolla ocorreu na Serra da Santa, ao sul de Belo Horizonte (Reprodução/Whatsapp)

O choque entre o Fiat Argo e o Corolla ocorreu na Serra da Santa, ao sul de Belo Horizonte (Reprodução/Whatsapp) | Imagem: Reprodução

Dirigir, para muitos, pode ser uma das tarefas mais fáceis do mundo. Apesar disso, é preciso tomar cuidado para não se envolver em acidentes graves, pois o carro nada mais é do que uma máquina e, quando utilizada da forma incorreta, pode trazer consequência severas.

E o celular pode ser um dos principais males para o motorista. É tentador responder a uma mensagem no Whatsapp ou verificar uma notificação do Facebook, mas tudo isso deve e pode ser evitado. DVDs, GPS e até os novos sistemas multimídia podem se tornar grandes vilões da sua atenção. Mas há distrações bem mais corriqueiras que podem resultar em acidentes, como verificar a maquiagem ou olhar no retrovisor para checar se as crianças estão bem no banco traseiro.

Para que isso não aconteça, ache a posição ideal de dirigir antes de dar a partida, fazendo os ajustes necessários nos bancos, retrovisores, altura e distância do volante e também o ar-condicionado.

Para se ter noção de como são perigosas essas distrações, um veículo que trafega a 120 km/h percorre, em 4 segundos, 133 metros. Ou seja, se o celular chamar atenção por qualquer motivo e o motorista tirar os olhos da pista por 4 segundos, estará percorrendo o comprimento de um campo de futebol totalmente às cegas!

Dicas

  • Mantenha sempre as mãos no volante;
  • Tenha o foco na ação de dirigir e no trânsito;
  • Não deixe objetos soltos no habitáculo, para que não haja distração durante o percurso;
  • Utilize o mínimo possível de equipamentos eletrônicos enquanto conduz o carro. Caso necessite atender uma chamada ou responder uma mensagem, pare o carro em local seguro antes.
Assine a newsletter semanal do AUTOO!