Dicas para dar partida em dias frios

Nos veículos flex, o biocombustível em baixas temperaturas pode gerar dificuldades na partida
Seu carro não funciona ao dar partida? Veja quais podem ser as razões

Seu carro não funciona ao dar partida? Veja quais podem ser as razões | Imagem: Reprodução

O inverno vai chegar no dia 23 de junho e só nos deixará em 23 de setembro. E nessa época de frio muitos carros apresentam problemas de partida por conta da baixa temperatura do combustível e porque, muitas vezes, os motoristas esquecem de abastecer o tanquinho de gasolina para dias frios.

O etanol é a opção de muitos motoristas, muito em função do preço menor. Além de cuidar do tanquinho, é necessário manter o veículo em bom estado de conservação. Para que o sistema auxiliar de partida funcione adequadamente, é preciso que o sistema de ignição esteja em ordem (velas, cabos e bobinas de ignição). “Velas de ignição desgastadas, por exemplo, também podem dificultar a partida. Por isso, é importante que os motoristas façam a checagem dos componentes periodicamente”, explica Hiromori Mori, consultor de assistência técnica da NGK.

Os sistemas auxiliares de partida, em alguns veículos, mais modernos, têm a função de aquecer o combustível quando a temperatura do motor é inferior a 14ºC (essa temperatura pode variar conforme estratégia do sistema), isto ocorre sempre que o veículo estiver abastecido com etanol. Esse sistema, em conjunto com o sistema de carga e partida, necessita de grande potência para funcionar, e forçar seu uso com as velas desgastadas pode causar problemas e falhas. O mesmo ocorre nos carros que possuem reservatório para gasolina, também chamado de “tanquinho”.

“Em modelos com o tanque auxiliar, é importante fazer uma revisão do reservatório (limpeza e checagem das tubulações) e a substituição da gasolina com a chegada das temperaturas mais baixas, para garantir o bom funcionamento do sistema. A gasolina também possui prazo de validade e pode perder suas propriedades com o tempo”, explica Hiromori Mori. 

Para evitar problemas na partida em dias frios, além de manter o tanque extra abastecido, recomenda-se a inspeção das velas de ignição conforme orientação do manual do veículo, a cada 10 mil quilômetros ou anualmente. Também é muito importante checar as condições das bobinas e dos cabos de ignição – responsáveis por transformar e conduzir a alta tensão até as velas – sempre que o sistema passar por revisão. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!