Drive 1.3 GSR: versão automatizada do Fiat Argo assusta pela desvalorização elevada

Pesquisa também mostra que o câmbio automático merece cada vez mais atenção no segmento
Fiat Argo 2018

Fiat Argo 2018 | Imagem: Divulgação

A KBB Brasil divulgou nesta segunda-feira (21) uma interessante pesquisa onde traça um paralelo entre o ritmo de desvalorização do Fiat Argo e do Volkswagen Polo, dois dos hatches compactos mais modernos do segmento hoje nas concessionárias.

No estudo, uma constatação mostra porque quase todas as marcas já abandonaram as transmissões automatizadas em detrimento das caixas automáticas convencionais, CVT, entre outras. No estudo da KBB Brasil, o Argo Drive 1.3 GSR chegou a registrar uma perda de valor de impressionantes 16,5%. Para a pesquisa, explica a KBB Brasil, foi levada em conta a desvalorização do hatch em julho deste ano e considerando o ciclo de vida atual do modelo.

Fiat Argo 2018
Fiat Argo Drive 1.3 GSR com o câmbio automatizado GSR
Imagem: Divulgação

Curioso destacar que, no mesmo levantamento, o Fiat Argo Precision com a caixa automática de 6 marchas foi a configuração com a menor desvalorização do estudo, registrando uma perda de apenas 1,42% no valor.

“Em seguida, nota-se que a fama da Volkswagen de perder menos valor que os concorrentes se mantém. Todas as versões levadas em consideração pela pesquisa marcam presença no ranking da 2º a 5º posição. Com 2,21% em queda, o Polo Comfortline 200 TSI automático ocupa o segundo lugar, seguido pelo Highline 200 TSI automático, com índice de 4,23%. O automóvel Polo 1.6 16V manual, por sua vez, apresentou desvalorização de 4,50%. Já a versão de entrada do Polo, com 1.0 aspirado, também manual, encerra a participação da alemã com queda de 6,21%”, explica a KBB Brasil em seu comunicado.

A italiana Fiat retorna à análise com o Argo 1.0 manual, que perde 6,85% de valor. Com desvalorização de 8,05%, a opção Precision 1.8 manual se encontra na 8ª posição. Em seguida, a versão Drive 1.0 mecânica registra 9,37%, antecedendo o HGT 1.8 16V flex automático, com taxa de 9,38%. Ainda na mesma média, o mesmo esportivo, HGT, com câmbio manual, desvaloriza em 9,75%.

“O único veículo automatizado conta com a maior desvalorização, no caso de 16,5% da versão Drive 1.3 8V GSR flex. Assim, o VW Polo vence a competição com 4,1% de média ponderada, contra 8,9% do concorrente Fiat Argo”, conclui a KBB Brasil.

Modelo/Versão

Taxa de desvalorização

FIAT ARGO Hatchback 4P PRECISION 1.8 16V FLEX Automático

-1,42%

VOLKSWAGEN POLO Hatchback 4P COMFORTLINE 200 TSI FLEX Automático

-2,21%

VOLKSWAGEN POLO Hatchback 4P HIGHLINE 200 TSI FLEX Automático

-4,23%

VOLKSWAGEN POLO Hatchback 4P 1.6 16V FLEX Mecânico

-4,50%

VOLKSWAGEN POLO Hatchback 4P 1.0 12V FLEX Mecânico

-6,12%

FIAT ARGO Hatchback 4P DRIVE 1.3 8V FLEX Mecânico

-6,84%

FIAT ARGO Hatchback 4P 1.0 6V FLEX Mecânico

-6,85%

FIAT ARGO Hatchback 4P PRECISION 1.8 16V FLEX Mecânico

-8,05%

FIAT ARGO Hatchback 4P DRIVE 1.0 6V FLEX Mecânico

-9,37%

FIAT ARGO Hatchback 4P HGT 1.8 16V FLEX Automático

-9,38%

FIAT ARGO Hatchback 4P HGT 1.8 16V FLEX Mecânico

-9,75%

FIAT ARGO Hatchback 4P DRIVE 1.3 8V GSR FLEX Embreagem Automatizada

-16,50%

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!