Em 10 meses, Jeep Renegade ficou 19,3% mais caro

Estudo demonstra a elevada variação de preço dos automóveis como consequência da pandemia
Jeep Renegade 2021

Jeep Renegade 2021 | Imagem: Divulgação

Levantamento muito interessante foi revelado nesta sexta-feira (18) pela Kelley Blue Book Brasil.

A empresa especializada em precificação de veículos calculou a variação média nos preços dos 10 automóveis mais vendidos nos últimos 10 meses e chegou a números impressionantes sobre a variação no preço dos modelos.

A metodologia adotada pela KBB Brasil consistiu em levantar o preço médio de determinado veículo em setembro de 2020, somando os preços de todas as versões e dividindo o valor pela quantidade de catálogos, comparando com o preço do mesmo automóvel seguindo o mesmo padrão em junho deste ano. 

Como é possível notar na tabela divulgada pela empresa, o Jeep Renegade apresentou uma enorme variação, ficando 19,3% mais caro no período avaliado. 

Logo após aparecem o Volkswagen Gol, Fiat Argo e Hyundai Creta com aumentos na faixa de 16%. 

Apenas os dois compacto da Chevrolet, no caso o Onix e o Onix Plus, registraram aumentos inferiores ao patamar de 10%. 

Alguns motivos ajudam a explicar a situação atual, como o aumento de preços de diversos insumos utilizados na produção dos automóveis, tais como o aço, além da falta de componentes fundamentais aos carros modernos, no caso os semicondutores. 

Segundo especialistas, a tendência é que a o abastecimento de microchips volte a se regularizar apenas em 2022. 

Com a indústria tendo que lidar com estoques extremamente baixos e a demanda elevada, cria-se um cenário onde os preços dos automóveis e as filas de espera sobem cada vez mais. 

Levantamento da KBB Brasil mostra como o preço dos carros mais vendidos disparou nos últimos 10 meses
Levantamento da KBB Brasil mostra como o preço dos carros mais vendidos disparou nos últimos 10 meses
Imagem: KBB Brasil