Estudo diz que Brasil é 5º país mais caro para manter um carro

Levantamento feito por consultoria inglesa indica que australianos gastam menos de 50% do salário anual para comprar e manter automóvel
Brasil é um dos países onde a compra e manutenção de um automóvel mais onera seus habitantes

Brasil é um dos países onde a compra e manutenção de um automóvel mais onera seus habitantes | Imagem: Divulgação

Um estudo realizado pela consultoria britânica Scrap Car Comparison apontou o Brasil como o quinto país mais caro do mundo para comprar e manter um automóvel.

O levantamento considerou três variáveis para chegar ao resultado final: o salário anual médio, o custo de compra de um veículo 0 km e a média do custo de manutenção em cada país. Diversos custos obrigatórios para manter um automóvel também foram considerados, como os gastos com seguro e combustível.

Segundo a pesquisa, o país mais barato para se comprar e manter um carro é a Austrália, que demanda 49,5% da média salarial anual de seus habitantes para comprar e manter um veículo.

Com a mobilidade amplamente baseada em torno do uso do automóvel, os Estados Unidos surgem em segundo lugar, com a compra e manutenção do veículo representando 55% da renda média dos cidadãos. Em seguida aparecem Dinamarca (60,3%), Canadá (64,4%) e Suécia (75,8%) completando o "top 5".

Na outra ponta do estudo, o país onde ter um automóvel mais onera o público é a Turquia. De acordo com a pesquisa, os turcos precisam gastar até 652% do salário anual médio para comprar e manter um veículo.

Logo atrás, em segundo lugar, está a Argentina, onde a estimativa é de 515%. O Brasil (441%) aparece como o quinto país mais caro, logo atrás de outros dois países sul-americanos: Colômbia (508%) e Uruguai (443%).

Interesse do público vai além do simples represamento causado pela pandemia
No Brasil, Argentina, Colômbia e Uruguai manter um carro mostra-se uma despesa elevada, aponta estudo  
Imagem: Reprodução internet