Euro NCAP dificultará ainda mais regras de crash-test

Com mais exigências, equipamentos mais avançados e troca de protocolos de duas décadas, nota máxima não será fácil
Ford Puma durante ensaio realizado pelo Euro NCAP

Ford Puma durante ensaio realizado pelo Euro NCAP | Imagem: Divulgação

O Euro NCAP, que avalia a segurança dos carros oferecidos na Europa, anunciou a atualização de seus protocolos de segurança para 2020, introduzindo novos testes e fazendo algumas alterações na maneira como avaliam os veículos. Uma das maiores atualizações é a introdução de uma nova barreira móvel que substitui o teste de impacto com sobreposição. Os testes eram realizados com base em um protocolo de 23 anos. 

Além disso, a organização de segurança adotará um novo boneco masculino para os testes de colisão para adultos de tamanho médio. O impacto lateral também foi reavaliado para 2020. Foram realizados ajustes na velocidade e na massa no teste de batida no lado do motorista, o que aumenta a gravidade. 

O Euro NCAP avaliará a proteção contra impactos do lado passageiro também. O objetivo seria aumentar a proteção do motorista, vendo a interação dele com o banco do passageiro dianteiro. A entidade afirma que essa nova medida avalia os airbags laterais com mais precisão.

Os sistemas de monitoramento do status do motorista, que podem detectar fadiga e distração  de quem está no volante, também serão avaliados. O Euro NCAP continuará testando os sistemas de assistência ao motorista e classificando a frenagem autônoma de emergência e a segurança de pedestres com novos cenários, incentivando as montadoras a “melhorar constantemente suas tecnologias”.

Por último, a segurança pós-colisão será levada em consideração para a nota final do veículo, sendo avaliada de acordo com as novas diretrizes estabelecidas pela Associação Internacional de Serviços de Incêndio e Resgate (CTIF). As fabricantes terão notas melhores ​​quando as informações de resgate forem precisas e facilmente disponíveis. O Euro NCAP também verificará a facilidade de extração e funcionamento de portas com acionamento elétrico após a colisão. A ideia seria avaliar com notas melhores veículos que permitem o resgate mais fácil.

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!