Facelift do Nissan Kicks está pronto e já é flagrado na Tailândia

Unidades estavam sendo transportadas em um caminhão-cegonha
Facelift do Nissan Kicks flagrado na Tailândia

Facelift do Nissan Kicks flagrado na Tailândia | Imagem: Reprodução internet

A pandemia desencadeada pelo novo coronavírus afetou os calendários de lançamentos de todas as fabricantes no Brasil.

Uma das estreias globais programadas para este mês era a apresentação do primeiro facelift do Nissan Kicks, lançamento que deverá ocorrer assim que a situação global apresentar sinais de estabilização.

Enquanto isso, na Tailândia, um fã de automóveis bastante observador conseguiu captar algumas unidades do SUV renovado, conforme nos mostram as imagens publicadas no Indian Autos Blog.

Apesar de não conseguirmos analisar o carro por inteiro com mais profundidade, é possível notar que o novo Kicks terá as principais atualizações estéticas concentradas na dianteira.

O SUV compacto contará com uma grade dianteira bem mais avantajada, o que pode trazer mais robustez ao conjunto frontal. Acompanhando a novidade estará um novo para-choque dianteiro acompanhado por uma revisão no jogo de luzes dos faróis principais e do farol de neblina.

O perfil das unidades flagradas nos sinalizam apenas uma nova opção de design para as rodas, algo sempre esperado em um facelift.

Por fim, na parte traseira, o para-choque também deverá ser atualizado, bem como as lanternas devem receber apenas uma atualização na disposição das luzes.

Como abordamos em outra notícia aqui no Autoo, uma grande novidade para o Kicks será a chegada do conjunto propulsor híbrido ao SUV.

Trata-se do sistema e-Power, que diferencia-se de outros propulsores híbridos por combinar uma disposição em série dos motores. Em alguns mercados, o e-Power traz o 1.2 a gasolina atuando de forma estacionária, ou seja, ele está presente no veículo apenas para gerar eletricidade para a bateria do sistema. Cabe ao motor elétrico a movimentação do veículo. Com isso, a tendência é ter um carro muito mais econômico e menos poluente, uma vez que o propulsor a combustão atua em uma faixa de rotações quase sempre constante.

Ponto positivo é que a Nissan oferece uma configuração do e-Power com um motor elétrico também entre as rodas traseiras, o que resulta em um sistema com tração integral para o modelo. Certamente seria um excelente atributo para figurar no Kicks, em especial para realçar sua proposta SUV.

Hoje em dia muitos concorrentes mais modernos do Kicks, como o Chevrolet Tracker e o VW T-Cross, apostam em propulsores sobrealimentados para aprimorar a eficiência. Hoje em dia o Kicks vendido no Brasil deixa um pouco a desejar no quesito desempenho frente aos concorrentes recém-chegados ao mercado. A alternativa híbrida, contudo, pode virar o jogo a favor do Nissan, em especial graças ao ótimo torque proporcionado a todo momento pelos motores elétricos. A previsão é que o Kicks híbrido seja produzido no Brasil a partir de 2022. Não sabemos, contudo, se a Nissan pode lançar o facelift um pouco antes disso.

Flagra do facelift para o Nissan Kicks
Flagra do facelift para o Nissan Kicks
Imagem: Indian Autos Blog

Assine a newsletter semanal do AUTOO!