Facelift do Nissan Kicks terá estreia global no próximo dia 19

Modelo deverá estrear também a propulsão híbrida e-Power
Nissan Kicks validando seu primeiro facelift na Tailândia

Nissan Kicks validando seu primeiro facelift na Tailândia | Imagem: HeadLight Magazine

É bom ficarmos atentos ao próximo dia 19. Segundo rumores da mídia especializada asiática, a Nissan deverá apresentar no dia em questão o primeiro facelift para o Kicks. A novidade deverá ser conhecida na Tailândia, mercado que vai passar a contar com o SUV compacto da marca. Especulações também dão conta de que o Kicks também passará a ser oferecido no Japão, mercado que ainda não comercializa o modelo.

A expansão da oferta do Kicks para mais mercados pode ser explicada por um fato importante: em conjunto com as mudanças estéticas e visuais, o SUV compacto deverá estrear a opção do conjunto propulsor e-Power.

O sistema, já conhecido da minivan Note, destaca-se de grande parte dos sistemas híbridos convencionais uma vez que apenas o motor elétrico traciona as rodas, cabendo ao motor térmico atuar apenas como um gerador para abastecer a bateria do veículo. Por atuar de uma forma estacionária, o motor a combustão consome bem menos combustível, o que favorece a eficiência do conjunto como um todo.

Como já abordamos aqui no Autoo, a Nissan não esconde que terá um automóvel híbrido fabricado no Brasil por volta de 2022, o que, tudo leva a crer, trata-se do futuro Kicks e-Power. A novidade chegará ao mercado com o propulsor térmico aceitando apenas gasolina, sendo que, posteriormente, ele também poderá se tornar flex e operar com etanol.

Segundo é esperado, o Kicks e-Power deve combinar o motor 1.2 de 3 cilindros a combustão com um motor elétrico recebendo energia de uma bateria de 1,5 kWh. O modelo deverá ter 129 cv de potência e, favorecido pelo bom torque característico de propulsores elétricos, podemos esperar um desempenho interessante do SUV eletrificado.

Ainda de acordo com alguns rumores, as versões tradicionais do Kicks poderão ganhar o reforço do motor 1.3 turbo desenvolvido pela aliança Renault-Nissan em conjunto com a Daimler. Vale a pena destacar que esse motor deverá ser nacionalizado e figurar sob o capô do novo Duster brasileiro até o fim deste ano.

Externamente, o Kicks deverá manter a oferta de faróis de LED nas versões mais caras, sendo que são esperadas novidades estéticas nos para-choques, grade frontal, entre outras regiões do carro que geralmente são atualizadas em um facelift de meio-ciclo.

Ponto interessante é que o Kicks deverá contar com uma boa revisão na parte interna, adotando materiais de melhor aspecto visual e tátil para o acabamento, bem como uma central multimídia com uma tela de maiores proporções, assim como notamos no novo Hyundai Creta indiano.

Nissan Kicks validando seu primeiro facelift na Tailândia
Nissan Kicks validando seu primeiro facelift na Tailândia
Imagem: HeadLight Magazine

Assine a newsletter semanal do AUTOO!