Ferrari de R$ 2,4 milhões chega ao Brasil

Ferrari F12berlinetta, com motor V12 de 740 cv, terá 10 unidades à venda no País em 2013

Ferrari F12berlinetta | Imagem: Karina Simões

A Ferrari F12berlinetta, equipada com nada menos que um potente motor V12 de 740 cv, acaba de chegar ao País. O modelo foi apresentado à imprensa na manhã da última sexta-feira (12) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), durante o Ferrari Racing Days, evento da marca italiana que acontece pela primeira vez no Brasil.

O superesportivo traz sob o capô um motor 6.2 litros com injeção direta de combustível e duas bancadas de seis cilindros cada, conjunto capaz de desenvolver 740 cv e produzir um barulho de dar arrepios na espinha. A rotação máxima é de 8.700 rpm e as retomadas e arrancadas são garantidas pelo torque de nada menos que 70,36 kgfm, 80% disponíveis já aos 2.500 rpm. Os superlativos não param por aí: a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,1 segundos e pode-se atingir os 200 km/h em meros 8,5 segundos.

Acoplado ao motor está um câmbio F-1 de dupla embreagem com sete velocidades e, mesmo com toda essa potência, o consumo divulgado é de "razoáveis" 6,6 km/l. Eduardo Marques, piloto e instrutor da Ferrari responsável pela apresentação da novidade à imprensa, ainda garante emissões de poluentes 30% mais baixas graças à nova tecnologia embutida no motor.

De acordo com marca, a F12 é a segunda mais veloz Ferrari de produção em série de todos os tempos. O primeiro lugar pertence à exclusivíssima La Ferrari, lançada em março deste ano no Salão de Genebra, com produção limitada a 499 unidades. Tão exclusiva que dificilmente veremos um exemplar rodando no Brasil.

E não é só pelo motorzão que este carro chama atenção. A carroceria da F12 é esculpida com a finalidade de trazer uma série de inovações aerodinâmicas. Uma delas é o Aero Bridge, uma fenda que sai do capô para a carroceria desenhada com a finalidade de aumentar a aderência ao solo. Outra novidade são as entradas de ar no para-choque dianteiro, controladas por sensores eletrônicos para arrefecimento dos enormes discos de freio de cerâmica. 

A Ferrari diz que o modelo tem o dobro da aerodinâmica de sua antecessora 599 GTB Fiorano. Aliás, não é apenas nisso que elas diferem, seu entre-eixos está menor e o motor, painel e assentos estão posicionados mais próximos ao solo. A “nervosa” também ficou mais leve, com 1.525 kg muito bem distribuídos (54% do peso fica no eixo traseiro).

A cabine acomoda confortavelmente duas pessoas e é extremamente luxuosa. Como não poderia deixar de ser, há muitos detalhes feitos à mão e couro em abundância. Enfim, o único problema desta máquina é que não pudemos dar uma voltinha, no entanto, ouvi-la urrar na pista de Interlagos já valeu a pena.

Expectativas para 2013

Francisco Longo, representante da Ferrari no Brasil, disse que a expectativa de venda para o ano de 2013, incluindo todos os modelos comercializados no País, é de aproximadamente 40 unidades, das quais dez seriam F12berlinetta. Quem quiser adquirir este belo carro deverá desembolsar R$ 2,4 milhões, na versão de "entrada". Dependendo dos opcionais, o valor da “macchina” pode chegar à R$ 2,9 milhões. A boa notícia é que, ao comprar este carro, as revisões são por conta da Ferrari durante 7 anos.  E olha que elas não são baratas. Segundo Longo, cada revisão básica, que inclui troca de óleo e lubrificação, custa em torno de R$ 5 mil.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!