A Fiat Chrysler revela nesta semana uma excelente notícia não só para a empresa, mas que também destaca o alto nível que a engenharia automotiva nacional alcançou.

A divisão latino-americana da empresa inaugurou seu Centro de Segurança Veicular (Safety Center) no Brasil, que será integrado ao Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Giovanni Agnelli, em Betim (MG). Com isso, a empresa agora torna-se completamente autônoma para a criação e o desenvolvimento de veículos no Brasil. Até então, os carros que a Fiat Chrysler desenvolvia aqui precisavam ser validados em laboratórios na Europa ou nos EUA.

“Com o Safety Center em Betim ganhamos autonomia e reduzimos o tempo de desenvolvimento dos automóveis”, explica Silvio Piancastelli, gerente de conceito de veículo, em comunicado da FCA. O Safety Center conta com uma área de 7.600 m² e pista de 130 metros, com capacidade de realização de testes de impacto de até 4 toneladas a 100 km/h. Simulando uma grande variedade de situações, as provas físicas realizadas no local avaliam a estrutura do automóvel, a calibração dos airbags e os sistemas de retenção dos ocupantes.

O Centro de Segurança Veicular, acrescenta a FCA, demandou investimento de aproximadamente R$ 40 milhões distribuídos entre infraestrutura, equipamentos de última geração e treinamento somado aos esforços de uma equipe composta por 50 profissionais. O Safety Center Betim foi implantado em menos de um ano para realizar testes de impacto frontal, posterior e lateral contra barreiras rígidas e postes, com provas de padrão internacional, abrangendo todas as homologações e testes de agências independentes não governamentais.

O primeiro modelo da atual Fiat Chrysler desenvolvido completamente na América Latina foi o novo Uno, concebido em 2008 e lançado em 2010. Também coube ao time de engenharia nacional trabalhar em modelos a Toro, o Argo e o Cronos.

 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/