Ford afirma que Mustang elétrico está no horizonte

Engenheiro chefe da marca que eletrificação para o esportivo é questão de tempo. Híbrido deve chegar em 2021
Ford Mustang Lithium

Ford Mustang Lithium | Imagem: Divulgação

Depois de lançar um SUV elétrico com o nome Mustang, o Mach-E, a Ford já está planejando a eletrificação do esportivo original. Em entrevista ao site australiano Motoring, Ron Heiser, engenheiro-chefe do projeto Mach-E, afirmou que “não posso falar pelo Mustang cupê, mas se você olhar para o futuro, o mercado vai eventualmente adotar os veículos elétricos, é inevitável”.

De acordo com a publicação, a nova geração do Mustang deve aparecer em 2021 compartilhando a plataforma com o atual Ford Explorer, que voltou a adotar uma arquitetura com tração primariamente traseira e também oferecendo a possibilidade de propulsão híbrida. Esse deve ser o primeiro passo do esportivo no caminho da eletrificação.

Heiser afirmou que a plataforma do Mach-E é altamente flexível e deverá servir de base para uma série de novos modelos elétricos da Ford no futuro. Ela comporta tração dianteira, traseira ou integral, além de variados tipos de bateria e podendo ser encurtada ou alongada conforme a velocidade.

No último SEMA Show, ocorrido em novembro na cidade de Las Vegas (EUA), a Ford já tinha dado o primeiro passo no sentido de um Mustang 100% elétrico. Feito em parceria com a Webasto, seu propulsor era capaz de entregar 900 cv de potência e 138 kgfm de torque, ao mesmo tempo em que mantinha um câmbio manual de seis marchas. No entanto, o carro chamado de Mustang Lithium não deve passar da fase de protótipo.

Ford Mustang Lithium
Ford Mustang Lithium
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!