Ford e Dodge exibirão seus superesportivos no Salão de SP

A Ford confirma a presença do GT, enquanto a Dodge trará o Challenger Hellcat de 717 cv
Ford GT 2017

Ford GT 2017 | Imagem: Divulgação

A edição 2016 do Salão de São Paulo estará bem quente no que depender de algumas montadoras. A Ford e a Dodge acabam de confirmar dois destaques que seguramente criarão grandes aglomerações em seus estandes, algo mais do que desejável.

Um superesportivo que dificilmente seria comercializado no Brasil, a não ser pelas mãos de importadores independentes, a nova geração do Ford GT vai figurar como o ponto alto da exibição da marca norte-americana. Equipado com motor V6 turbo de mais de 600 cv, o GT é um modelo concebido para entregar o máximo em desempenho e se vale de toda a tecnologia construtiva para tal.

A carroceria e até as rodas do Ford GT são construídas utilizando fibra de carbono, enquanto a suspensão e até os pedais são ajustáveis garantindo a melhor dirigibilidade e posição de dirigir ao motorista. Com produção limitada a 500 unidades, o GT conta até com 50 sensores que analisam informações como a posição do motorista e as condições do ambiente externo para ajudar o carro a entregar a melhor performance possível.

Com uma história bem rica, o primeiro Ford GT40 foi um projeto tocado por Henry Ford II na década de 1960 e que, dentre outros feitos, conseguiu vencer a famosa 24 Horas de Le Mans em sua versão de competição, superando esportivos tradicionais como a Ferrari.

Gatinho nada dócil

Se o Ford GT é um esportivo que busca o máximo em comportamento dinâmico, a Dodge prefere outro caminho: a brutalidade extrema. A marca vai nos deixar com água na boca (a importação para o Brasil sequer é cogitada) e exibir o Challenger Hellcat com seu 6.2 V8 sobrealimentado por compressor e nada menos do que 717 cv de potência a 6.200 rpm e 89,8 kgfm de torque a 4.800 rpm.

Uma peculiaridade do Challenger Hellcat é sair da linha de montagem com duas chaves, uma preta que permite o modelo despejar nas rodas “só” 500 cv e outra vermelha, essa sim liberando a potência máxima do cupê.

Equipado com câmbio automático de 8 marchas, a Dodge declara que o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e pode atingir 320 km/h de velocidade máxima.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!