A NHTSA, órgão de segurança veicular dos Estados Unidos, vai investigar o Ford Fusion 2010. Segundo aponta o website Detroit News, quatro unidades do sedã apresentaram trincas nos parafusos das rodas, sendo que três unidades eram do mesmo lote e modelos com quilometragem baixa – entre 8.000 km e 17.500 km – e sem histórico de contratempos.

A publicação ainda afirma que os quatro veículos são equipados com rodas de aço enfeitadas com calotas, o que exclui parcialmente uma eventual investigação nos modelos à venda no Brasil, equipados apenas com rodas de liga de leve. Se realmente for constatada alguma falha no componente, a Ford pode ser obrigada a revisar mais de 280.000 Fusion nos EUA.

“Estamos cientes da investigação e vamos cooperar plenamente com o governo, como sempre fizemos”, afirmou Wes Sherwood, porta-voz da fabricante nos EUA, ao noticiário.  A NHTSA ainda alerta que as fissuras nos parafusos podem resultar na separação da roda do veículo, causando perda de controle e, consequentemente, acidentes.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Thiago Vinholes

|