Ford Ranger ganha opção diesel mais barata na linha 2019

Picape média foca no custo-benefício com a nova versão XL disponível com cabines simples, dupla e chassi
Ford Ranger 2019

Ford Ranger 2019 | Imagem: Divulgação

O segmento de picapes médias continua cada vez mais competitivo e interessante. Quem traz novidades muito boas agora é a Ford com a estreia da Ranger 2019.

A picape média resgata sua versão de entrada XL dessa vez com motorização 2.2 diesel, tração 4x4 e câmbio manual de 6 marchas. A estratégia da Ford é posicionar a nova versão para quem usa a picape como veículo de trabalho, tanto que será oferecida nas configurações chassi (R$ 124.200) apta a receber o melhor implemento de acordo com o uso do comprador; cabine simples (R$ 129.300) e cabine dupla (R$ 139.590).

Ponto positivo é que, independente do tipo de cabine, a Ranger XL diesel conta com os controles de tração e estabilidade de série. A picape inclui também o controle adaptativo de carga, que aumenta a estabilidade da Ranger em manobras bruscas e frenagens com o veículo parcial ou totalmente carregado, explica a Ford. Na opção cabine simples, a Ranger XL 2.2 turbodiesel pode carregar 1.234 kg de carga.

Além dos importantes recursos de segurança, a picape ainda conta com direção elétrica, diferencial traseiro blocante eletrônico, controle automático de descidas, controle anticapotamento, assistente de frenagem de emergência, assistente de partida em rampa, piloto automático, rádio com comandos de voz e controles no volante e provisão elétrica para reboque, dentre outros equipamentos.

Já para quem busca o maior conforto do câmbio automático, o qual equipa a maior parte das picapes médias comercializadas no Brasil, a Ford também preparou mais uma novidade interessante, no caso a versão XLS 2.2 diesel automática, porém agora com tração 4x2. Tabelada em R$ 151.890, a novidade é R$ 12.760 mais barata do que a configuração XLS 2.2 automática 4x4, que segue em linha normalmente.

O ponto positivo é que a nova Ranger XLS 2.2 diesel 4x2 conta com um bom pacote de equipamentos, com destaque para os 7 airbags, controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, controle adaptativo de carga, assistente de frenagem de emergência, controle de estabilidade anticapotamento, controle automático em descidas, central multimídia SYNC com comandos de voz para áudio e telefone, piloto automático, câmera de ré e computador de bordo, dentre outros equipamentos.

Além das novas configurações citadas acima, a linha Ranger 2019 segue com as opções de motorização 2.5 flex, 2.2 turbodiesel e 3.2 de 5 cilindros turbodiesel. A gama parte de R$110.790 na versão 2.5 flex XLS, motorização que conta adquirida nas versões XLT (R$121.490) e Limited (R$129.650), com tração 4x2 e transmissão manual.

A Ranger 2.2 Diesel, além das novas opções já mencionadas, é formada pelas versões XLS 4x4 manual (R$157.460) e XLS 4x4 automática (R$164.650). A Ranger 3.2 Diesel, com potência de 200 cv, oferece duas versões, ambas com tração 4x4 e automáticas. A XLT inclui bancos de couro, rodas de liga leve de 18 polegadas e central multimídia SYNC 3 com tela de 8 polegadas por R$183.490. A topo de linha Limited acrescenta o piloto automático adaptativo, alerta de colisão, sistema de permanência em faixa, farol alto automático, protetor de caçamba, capota marítima e santantônio pintado na cor do veículo e tem preço tabelado em R$ 193.490.

Além dos 5 anos de garantia, a linha Ranger 2019 também traz como novidade na versão XLS a inclusão de maçanetas e retrovisores na cor do veículo e para-choque traseiro na cor London Gray. E a versão XLT agora tem banco elétrico do motorista com ajuste em oito posições. A picape da Ford ganha ainda uma nova opção de cor, a sólida vermelho Bari, ao lado das já disponíveis Branco Ártico (sólida), Prata Geada e Prata Viena (metálicas), além do Vermelho Toscana, Cinza Moscou, Preto Gales e Azul Aurora, as quatro perolizadas.