Na China, GM mostra possível rival para Compass, Taos e Corolla Cross

Modelo revelado neste ano durante o Salão de Xangai merece bastante atenção
Wuling Xing Chen: primeiro SUV da marca foi um dos destaques do Salão de Xangai 2021

Wuling Xing Chen: primeiro SUV da marca foi um dos destaques do Salão de Xangai 2021 | Imagem: Divulgação

A princípio pode parecer algo distante da nossa realidade, mas existe um produto revelado neste ano durante o Salão de Xangai que merece nossa atenção. Estamos falando do Wuling Xing Chen, primeiro SUV da marca em seu mercado local. A fabricante, até então especializada em veículos comerciais, prepara voos mais altos e almeja a internacionalização de seus produtos, portanto o investimento em novas categorias mostra-se primordial. 

Antes de falarmos do Xing Chen, é importante termos em mente que foi a joint venture SAIC-GM-Wuling que viabilizou a plataforma GEM (Global Emerging Markets), a qual sustenta os projetos dos novos Chevrolet Onix, Onix Plus e Tracker aqui no Brasil. 

Apesar da Wuling ainda não antecipar muitos detalhes sobre o Xing Chen, reservando-os para a época do lançamento, o modelo traz uma concepção interessante, com um porte que o posicionaria como um SUV médio aqui no Brasil. Portanto ele seria um concorrente para o Jeep Compass, Volkswagen Taos, Toyota Corolla Cross, entre outros. 

De acordo com as informações preliminares, o Xing Chen conta com 4,59 m de um para-choque a outro (bem maior do que os três modelos citados no parágrafo anterior), 1,82 m de largura e 1,74 m de altura. Ao associarmos o comprimento generoso com o entre-eixos de 2,75 m, certamente podemos apostar que o SUV oferece uma cabine muito ampla, tipicamente ao gosto dos chineses e consumidores de mercados emergentes em geral. O comprimento na casa dos 4,60 m também sinaliza um bom porta-malas.  

Apenas como comparação, hoje a Chevrolet atua aqui no Brasil entre os SUVs médios com o Equinox. O modelo tem 4,65 m de comprimento, 1,84 m de largura e 2,72 m de entre-eixos. Hoje vendido em versão única, no caso a Premier 1.5 turbo com tração integral, o SUV tem preço sugerido de R$ 189.900. 

Um produto da Chevrolet derivado do Xing Chen poderia chegar ao mercado por um preço bem mais competitivo em relação ao Equinox, mas abrindo mão de recursos como o sistema de tração integral, algo que Taos e Corolla Cross sequer contemplam em suas versões vendidas aqui. Hoje em dia tanto o Jeep Compass quanto o Toyota Corolla Cross contam com versões partindo da faixa de R$ 140 mil. Aliás, os maiores comprimento e entre-eixos do SUV chinês poderiam figurar como um argumento de vendas interessante para o produto. 

A Wuling apresentou o Xing Chen com seu logotipo prateado, diferenciação que aplica em modelos de proposta global. Segundo apurações da mídia especializada internacional, a ideia é que os carros da joint venture ganhem mercados do Sudeste Asiático, América Latina e Oriente Médio. São regiões com características econômicas similares, onde a questão do preço acessível é algo importante e que muitas vezes baliza o desenvolvimento de veículos voltados para essas áreas do globo. O Corolla Cross, inclusive, foi amplamente projetado e desenvolvido sob essas condições. 

Logo, o projeto do Xing Chen é algo que merece nossa atenção, uma vez que bastaria a Chevrolet adaptar o modelo caso queira um produto mais competitivo para enfrentar os SUVs médios em seus catálogos mais acessíveis. Considerando que a categoria é uma das que mais crescem dentro do universo dos SUVs, não é uma possibilidade que a marca deveria excluir. Vamos acompanhar de perto!

Wuling Xing Chen
Wuling Xing Chen
Imagem: Divulgação