Segundo informações do site Automotive News Europe, o grupo PSA aumentou sua participação em vendas fora da Europa, especialmente nos mercados emergentes – a proporção na comercialização de carros e comerciais leves passou de 35% para 38% no primeiro semestre, chegando a 1,86 milhões de unidades. A empresa confirmou que até 2015 espera que essa fatia suba para 50%.

Ainda de acordo com a publicação, o conglomerado formado por Peugeot e Citroën pretende focar seus investimentos principalmente na China e na América Latina, já que o mercado europeu atualmente enfrenta incertezas e estagnação nas vendas. O declínio na Europa, justifica a PSA, é causado por uma “mistura de mercados desfavoráveis”.

Outro fator que indica a contínua ascensão dos mercados emergentes é o anúncio da Renault sobre a expansão de sua planta na Argentina, onde investirá R$ 152 milhões para aumentar sua capacidade de produção.

Rodrigo Mora

|