Imagine que, no meio do trânsito, as portas do seu carro destravem automaticamente. Ou que seu automóvel ligue ou desligue o motor sem que você faça qualquer movimento. Por mais bizarro que possa parecer, tais “fenômenos” podem virar uma triste realidade. Um estudo realizado pela McAfee, especializada em antivírus, revela que componentes de segurança essenciais de um automóvel podem ser invadidos por hackers caso o acesso físico aos componentes eletrônicos do veículo estejam disponíveis. O relatório é intitulado “Cuidado: Malware à Vista”.

“Quanto mais funções forem integradas à tecnologia digital de automóveis, maiores serão as possibilidades de ameaças, ataques e manipulações mal-intencionadas”, explica Stuart McClure, vice-presidente sênior e gerente geral da McAfee. "Com base nas pesquisas, muitos exemplos de ataques de hackers demonstram as ameaças potenciais e o grau de comprometimento que colocam o consumidor em perigo. Uma coisa é ter seu e-mail ou laptop comprometido, outra é ter seu carro invadido por hackers, o que implicaria em riscos terríveis à segurança pessoal.”

Um possível caos, no entanto, poderá ser evitado, já que as empresas já desenvolvem soluções para “cyber-ataques”

Rodrigo Mora

|