Para atender as condições que permitem descontos no segmento de PNE (Portadores de Necessidades Especiais), a CAOA, empresa responsável por importar os modelos da Hyundai no mercado brasileiro, anunciou a chegada de uma nova versão para a linha do Tucson. O modelo tem preço sugerido de R$ 69.990, o mesmo cobrado pelas variantes mais básicas dos rivais, sobretudo os recém-lançados Honda HR-V e Jeep Renegade.

O Hyundai Tucson em sua versão de entrada vem equipado de fábrica com airbags frontais, freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, faróis de neblina, ar-condicionado digital, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, sistema de som com entradas USB, auxiliar e para iPod, retrovisores com ajustes e rebatimentos elétricos, entre outros.

A versão mais cara do Tucson, batizada de “Top” e oferecida por exatos R$ 6 mil a mais, traz bancos revestidos em couro, sistema multimídia com navegador GPS e DVD player e câmera de ré.

Na motorização, o crossover dispõe do propulsor 2.0 litros flex, de quatro cilindros em linha, com cabeçote em alumínio e comando de válvulas variável, capaz de desenvolver 142 cavalos de potência com gasolina e 146 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 19 kgfm e 19,6 kgfm, respectivamente, a 4.500 rpm. Junto a ele está uma transmissão automática de quatro marchas.

De acordo com a lei, carros com preço inferior a R$ 70 mil não devem pagar IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor).

 
 
Hyundai Tucson Hyundai Tucson
Hyundai Tucson Hyundai Tucson
Hyundai Tucson Hyundai Tucson
Hyundai Tucson Hyundai Tucson
 
 

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Redação

|