Hyundai quer se tornar tão ''sexy'' quanto a Alfa Romeo

Declaração é do vice-presidente de design da marca sul-coreana
Hyundai Le Fil Rouge (conceito)

Hyundai Le Fil Rouge (conceito) | Imagem: Divulgação

O norte-americano Automotive News publicou recentemente uma interessante entrevista com SsangYup Lee, executivo que ocupa o cargo de vice-presidente de design da Hyundai desde 2016.

Durante a conversa, Lee revelou alguns detalhes e a estratégia que podemos esperar para os próximos produtos da marca. É sempre bom ficarmos de olho nesse aspecto, uma vez que modelos como os nacionais HB20 e HB20S já se aproximam de um período de renovação completa.

De acordo com o executivo, o que vai guiar o aspecto visual dos próximos carros da marca será uma ênfase cada vez maior no lado emocional dos automóveis. Em um paralelo no mundo automotivo, Lee resume que a proposta é que o futuro design dos carros da Hyundai seja “tão sexy como o de um Alfa Romeo”, sintetiza.

Com isso, a marca deverá abrir mão de um posicionamento muitas vezes adotados por algumas montadoras que se fixa demasiadamente na “identidade da marca”, algo bem característico em modelos alemães como os carros da BMW, Volkswagen, dentre outros.

“Nós daremos para cada veículo da Hyundai uma personalidade própria. Isso se tornará mais aparente nos próximos anos quando realizarmos mudanças nos carros. A assinatura dianteira com a característica cascading grille não será abandonada, mas cada modelo terá sua própria variação dentro desse estilo”, explica Lee.

O vice-presidente de design da Hyundai para o mundo nos dá uma pista de como será esse novo visual, revelando que muito dessa nova linguagem é vista no conceito Le Fil Rouge mostrado em março deste ano no Salão de Genebra.

Para Lee, o estudo apresenta o que a Hyundai chama de “esportividade sensual”. “Essa classificação é baseada na harmonia entre quatro elementos fundamentais no design de qualquer carro, no caso a proporção, arquitetura, estilo e tecnologia”, acrescenta o executivo.

Com isso, a Hyundai denota que busca ir um pouco além da imagem de uma marca generalista e provar que tem condições para atuar em segmentos mais caros. “Você não pode ficar muito preso na tradição. Luxo exige originalidade”, finaliza Lee comentando sobre a marca Genesis, divisão de luxo criada pela Hyundai.

Tags