IPI: Abeiva rejeita brigar contra aumento

Entidade que congrega os importadores apenas tenta negociar para que novo valor vigore daqui a 90 dias

JAC J6 | Imagem: JAC Motors

A Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores, entidade que representa os principais prejudicados com o aumento de 30 pontos percentuais do IPI, decidiu não iniciar um processo judicial contra a elevação imediata do imposto. No entanto, deixa cada marca livre para brigar – caso da Chery, que conseguiu uma liminar para que o valor superior seja cobrado apenas daqui a 90 dias (decisão de desagrado do governo, que promete recorrer).

Assine a newsletter semanal do AUTOO!