Lexus cogita entrada no mercado de compactos

Braço de luxo da Toyota está atenta às mudanças no mercado
Lexus LF-SA

Lexus LF-SA | Imagem: Divulgação

A Lexus, marca criada para ser a representante da Toyota no universo premium, aposta em ampliar sua presença de mercado olhando também para outros segmentos. Segundo a marca, as pessoas agora cogitam pagar mais caro em veículos menores, e isso os faz pensar em entrar nessa categoria.

Em entrevista para a Autocar durante o Salão de Tóquio, o vice-presidente executivo da Lexus, Koji Sato, falou sobre essa possibilidade, ainda “longe de ser aprovada”, na previsão do executivo. “Carros menores não significam mais que são baratos. Não posso dizer claramente que é um mercado que iremos fazer parte, mas estamos abertos à todas oportunidades envolvendo carros". 

Mas o que podem ser consideradas oportunidades? Nos últimos anos, o foco da Lexus passou a ser SUVs e crossovers, mas sem deixar os sedãs de lado. O modelo de entrada da marca no Brasil é o UX, um crossover considerado médio para os padrões brasileiros, competidor do BMW X1, por exemplo. A tendência é que a Lexus pense em veículos menores que o UX, para competir com utilitários esportivos de menor porte e, consequentemente, mais baratos.

Em 2015, a Lexus apresentou o conceito LF-SA, que possuía 3,45 m de comprimento, 1,7 m de largura e 1,43 m de altura. Com uma configuração de assentos no estilo 2+2, o subcompacto é menor que um Volkswagen Up!, e pode ser uma pista dos futuros planos da marca.

Uma fabricante premium entrando no mercado de subcompactos não é novidade. Em 2011, Aston Martin e Toyota assinaram um acordo que autorizava a montadora britânica a rebatizar o Toyota iQ, modelo subcompacto de dimensões parecidas com a de um Smart ForTwo, e assim nasceu o Aston Martin Cygnet.

O Cygnet ajudou a Aston Martin a cumprir as metas de emissões de poluentes da época, e os britânicos planejavam vender 4.000 unidades do carro por ano, porém, enquanto o Cygnet custava 30 mil libras, o Toyota iQ chegava ao mercado por um terço do valor. O projeto, claro, foi um fracasso, e vendeu no Reino Unido apenas 150 unidades, além de outras 400 ao redor da Europa.

Lexus LF-SA
Lexus LF-SA
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags