Liderança global da Toyota não procede, diz consultoria

De acordo com pesquisa realizada pela Focus2move, Volkswagen é a líder de vendas do mercado global de automóveis, não a Toyota

Volkswagen Golf R | Imagem: Volkswagen

Carros, automóveis e veículos, há quem diga que é tudo a mesma coisa, mas não, especialmente quando trata-se da corrida da liderança mundial entre os fabricantes de automóveis. Uma escolha errada de palavras pode colocar esta ou aquela montadora no topo, foi o que a consultoria norte-americana Focus2move fez questão de esclarecer.

A consultoria cravou que a Volkswagen havia sido a líder em 2014 logo no início do ano, conforme pesquisas feitas por ela em 111 países.

Recentemente, a Volkswagen anunciou que teria fechado o ano de 2014 com 10,1 milhões de unidades vendidas (incluindo caminhões). Dias depois, a Toyota divulgou para a imprensa que suas vendas do ano eram de 10,3 milhões (também incluindo caminhões). Os meios de comunicação, todavia, informaram imediatamente que a Toyota foi a líder nas vendas globais de veículos. Sim, veículos. Aí está o truque, e este jogo de palavras acabou beneficiando muito a montadora japonesa, já que a história não é bem assim. 

O nome “veículo” muitas vezes é utilizado como sinônimo de carros, enquanto na verdade veículos motores também incluem motocicletas, triciclos e ciclomotores. Neste caso, o líder global não é nem a Toyota, nem a Volkswagen, mas sim a Honda.

De acordo com a OICA (Organização Internacional de Fabricantes de Veículos) a definição LPV inclui automóveis, picapes e vans abaixo de 3,5 toneladas. Ônibus e caminhões médios e grandes, estão fora. Pela pesquisa realizada pela consultoria Focus2move - que representam 99,84% do mercado global de LPV - a Volks fechou o ano com 9.954.676 contra o número quase cabalístico da Toyota 9.834.384. Agora, tudo parece estar esclarecido e a Volks pode defender seu título. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!