Luz diurna para os carros torna-se obrigatória no Brasil

Todos os modelos novos fabricados a partir de 2023 deverão contar com o recurso
Nos carros mais modernos, a luz diurna geralmente é em LED

Nos carros mais modernos, a luz diurna geralmente é em LED | Imagem: Divulgação

Após a polêmica criada com a obrigatoriedade do uso dos faróis nas rodovias, as autoridades de trânsito brasileira finalmente seguiram o caminho mais correto e resolveram não só facilitar facilitar a vida dos motoristas como também proporcionarão mais segurança para qualquer momento em que o carro estiver se deslocando e não apenas nas estradas.

De acordo com a nova resolução 667 do Contran, os faróis com sistema de iluminação diurna serão obrigatórios para todos os automóveis na próxima década. Em primeiro lugar, até 2021, os modelos resultantes de “novos projetos” já deverão sair das linhas de produção com o recurso. Já todos os veículos comercializados no Brasil, nacionais ou importados, deverão oferecer o “farol de rodagem diurna” a partir de 1º de janeiro de 2023.

Com isso, ninguém mais precisará se preocupar em acender os faróis na hora de pegar a estrada uma vez que lei aceita a luz diurna como um substituto dos faróis para esse fim. Como já divulgado anteriormente, o AUTOO apóia a iniciativa dos legisladores em tornar a luz diurna um equipamento de série em todos os modelos, algo que trará muito mais segurança e de forma efetiva para o trânsito.

A luz diurna, muito conhecida pela sigla em inglês DRL (Daytime Running Light), geralmente utiliza LED nos automóveis mais modernos ou pode resultar apenas de uma derivação da intensidade de iluminação das lanternas ou do facho baixo do farol. Ela é obrigatória nos carros de vários mercados. Desde 2011, por exemplo, todos os veículos comercializados na Europa já contam com o recurso. Na Austrália, por sua vez, os carros podem oferecer o sistema, mas ele não é obrigatório.

Na Suécia, onde os motoristas estão sujeitos a dirigir durante longos períodos do ano por dias frios e com baixa luminosidade, os modelos foram obrigados a oferecer algum tipo de luz diurna desde 1977. A obrigatoriedade do DRL integral na Finlândia ocorreu em 1997, na Noruega em 1986, na Islândia em 1988 e na Dinamarca em 1990.