Livre das amarras impostas pela sociedade com a Ford – que vendeu a maior parte das suas ações no mês passado -, a montadora japonesa Mazda anunciou nesta segunda-feira que pretende chegar a vários mercados emergentes, incluindo o Brasil.

“A meta é vender 2 milhões de veículos no mundo até 2016 e países como Rússia, Índia e o Brasil são fundamentais”, disse hoje Takashi Yamanouchi, presidente da montadora. Os três mercados e outros emergentes devem responder por 300 mil unidades desse total.

Rumores indicam que a Mazda irá construir uma fábrica no México nos próximos anos com meta de exportar cerca de 100 mil carros para o Brasil, além de outros mercados. Os modelos previstos são o hatch Mazda2 e o médio Mazda3.

Depois de um período curto de vendas após a abertura das importações, a Mazda deixou o país no início dos anos 2000 por imposição da Ford, que queria evitar concorrência entre os modelos das duas marcas, semelhantes na proposta.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca