Mini Cooper é investigado nos EUA

Orgão de segurança veicular afirma que modelo corre o risco de pegar fogo

Defeito afeta os modelos da série S | Imagem: divulgação

A NHTSA, o respeitado orgão de segurança veicular dos Estados Unidos, abriu uma investigação a cerca do MINI Cooper S fabricado entre 2007 e 2008. A entidade afirma ter recebido 12 queixas de consumidores sobre casos de incêndio no motor de seus veículos, sendo que cinco veículos tiveram perda total. A medida, porém, ainda não é um recall.

Segundo relatos citados pelo orgão ao noticiário Detroit News, os veículos se incendiaram de forma espontânea quando se encontravam estacionados e com os motores desligados. A fabricante já foi comunicada sobre o caso e também prepara uma analise do produto.

De acordo com a NHTSA, o problema pode afetar aproximadamente 36.000 unidades do carro nas versões Cooper, Cabrio e Clubman vendidas somente nos Estados Unidos.

Se constatado que o defeito realmente é um falha de fabricação, a MINI será notificada a convocar um recall de emergência dos modelos envolvidos no período de produção citado pelo orgão de segurança.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!